quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Voltando a servir com alegria

Libertos para servir
Kent Hugues

Esses apontamentos são do livro LIBERTANDO O MINISTERIO DA SINDROME DO SUCESSO. Foi escrito há mais de vinte anos. Identifiquei-me quando o autor afirmou: consciente do meu crescente abatimento, minha esposa me observava com grande preocupação. Meu passo perdera a energia característica e, frequentemente, eu parecia estar desanimado. Ela sabia que isso tinha a ver com meu trabalho, pis quando as coisas corriam bem na igreja, eu estava bem; caso contrário, ficava desanimado. Se a frequência à igreja aumentava, eu ficava animado; se diminuía, eu ficava cabisbaixo. E havia algum tempo que os números só diminuíam!
Muitos sabem do que ele estava falando. Por isso, comecei a ler e meditar numa terapia de leitura e oração. Se quiser, pode acompanhar.

1
SUCESSO É FIDELIDADE

As vezes o método correto de ser igreja se rende à ideia de que sucesso significa crescimento numérico. Isto está se tornando uma grave doença no meio cristão. Digo isto literalmente, pois muitos ministros estão emocionalmente em frangalhos por tentar se comparar e se equiparar a outros que vivem em um contexto diferente. Muitos líderes, não conseguem compreender o contexto social, local e a realidade da sua igreja local. Muito sucesso só acontece quando está ligado a essas realidades. E quando o download não acontece em outro contexto, a bancarrota emocional começa a ser instalada.

Quando o sucesso no ministério se transforma na mesma coisa que o sucesso é para o mundo, o servo de Deus avalia sua vida da mesma forma como um empresário, um atleta ou um político.
Somos sutilmente seduzidos pelo pensamento secular que mede tudo pelos números. Em vez de sermos avaliados no ministério pelo ponto de vista de Deus, usamos o padrão do mundo de análise quantitativa.

Imperceptivelmente nosso idealismo cristão muda de servir para receber; de dar, para obter. O que se passa a desejar é uma igreja crescente e de sucesso, mais do que a aprovação de Deus.
Na Bíblia não encontramos nenhuma passagem que dissesse que os servos de Deus são chamados a serem bem sucedidos, mas sim, féis.

1 Coríntios 4.1-2 -  Assim, pois, importa que os homens nos considerem como ministros de Cristo e despenseiros dos mistérios de Deus. Ora, além disso, o que se requer dos despenseiros é que cada um deles seja encontrado fiel.

Em /números 20, Moises fez diferente do que a Palavra de Deus mandara. Ele bateu na rocha ao invés de falar. Foi dirigido pela ira e não foi presenteado com a Terra boa.
Essa grande lição de Moises nos ensina que uma pessoa pode ser considerada extremamente bem sucedida no ministério e ainda assim ser um fracasso segundo Deus. O motivo pelo qual Moises fracassou foi não ter sido fiel à palavra de Deus. O chamado primário é à fidelidade.
Se quisermos ter algum sucesso verdadeiro, nós que somos ministros precisamos nos impregnar daquilo que a Biblia nos chama a fazer.

David Livingstone (que leu 4 vezes a Biblia enquanto estava prisioneiro na selva), afirmava: “uma Bíblia caindo aos pedaços costuma pertencer a alguém que não está!). Nelson Bell, sogro de Billy Graham, decidiu levantar-se as 4 da manhã para passar duas horas lendo a Biblia. As pessoas se maravilhavam com a santidade e grandiosidade da sua vida.
Companheiros de jornada, somos chamados a sermos pessoas do Livro, para colcoarmos nossa vida no caminho do verdadeiro sucesso.

Colossenses 3.16-  Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração.

Quando a Palavra falar a vocês, obedeçam-na fielmente com todas as forças e continuem trabalhando arduamente com Deus. Ao fazê-lo, suas vidas se firmarão ainda mais em fidelidade e sucesso, pois uma vida fiel é uma vida bem sucedida.
John Wesley dizia: “quero conhecer uma coisa: o caminho para o céu. O próprio Deus foi condescendente em mostrar o caminho. Ele escreveu em um livro. Deem-me esse livro a qualquer preço. Deem-me o livro de Deus!”

No próximo resumo: SUCESSO É SERVIR.


terça-feira, 27 de janeiro de 2015

O endireitamento dos encurvados


Lucas

13.10   Ora, ensinava Jesus no sábado numa das sinagogas.




13.11   E veio ali uma mulher possessa de um espírito de enfermidade, havia já dezoito anos; andava ela encurvada, sem de modo algum poder endireitar-se.



13.12   Vendo-a Jesus, chamou-a e disse-lhe: Mulher, estás livre da tua enfermidade;



13.13   e, impondo-lhe as mãos, ela imediatamente se endireitou e dava glória a Deus.

 

Acredito que a enfermidade dessa mulher não era apenas física, mas espiritual. sua aparência indicava depressão mental profunda. Sempre há alguma ligação entre o corpo e a mente.

Como estamos por dentro? Se nosso interior muitas vezes aparecesse em um telão, o que seria visto? Alegria, tristeza, crises?

Naquela sinagoga, no sábado, a pobre mulher descrita no texto deve ter sido a menos notada. Sua estatura, por causa da enfermidade, teria a reduzido pela metade, como consequência, estaria perdida naquela multidão em pé!

MAS JESUS SEMRE OCUPA A POSIÇÃO DE ONDE CONSEQUE VER OS QUE ESTAO ENCURVADOS.

 

1-     Ela perdera todo o brilho natural

Quando jovem, aquela mulher parecia ter a agilidade de uma atleta, mas paulatinamente foi se alastrando por ela uma enfermidade que a rebaixava. Havia 18 anos que ele não notava o sol nem as estrelas a noite.

Conhecemos lastimavelmente, alguns filhos de Deus que neste momento estão na mesma situação. Perpetuamente encurvados, e embora se lembrem de dias mais felizes, a memória serve apenas para aprofundar a melancolia atual.

Essa pobre mulher estava encurvada em direção a si mesma e em direção ao que era deprimente. Em uma situação na qual outros pulariam de alegria, eles se encurvam com tanto pesar, por tirarem a conclusão lastimável de que as coisas alegres não são para pessoas do seu tipo.

 

POREM ELA NÃO DEIXAVA DE FREQUENTAR A CASA DE DEUS.

Porem ela não deixava de frequentar a casa de Deus. Nosso Senhor estava na sinagoga. E ela estava ali. O diabo as vezes sugere que é inútil continuar a escutar a Palavra. Vá mesmo assim, pois ele sabe que a probabilidade de escapar das suas mãos enquanto escuta a Palavra.

 

2-    A mão de satanás nesse cativeiro

Ele deve a ter sujeitado de modo muito astuto para os nós ficarem firmes durante todo esse tempo, pois não se tratou de possessão. Você pode reparar que o Senhor jamais impôs as mãos sobre um endemoninhado. Satanás não tomou posse, mas caíra sobre ela em certa ocasião 18 anos antes, e a prenderam, como os homens prendem um animal.

Às vezes, uma só palavra de alguém, uma situação pequena, tem o poder de deixar alguém preso durante anos. Assim, há algumas pessoas cujos pensamentos dizem respeito inteiramente a si mesmos: viraram os olhos de tal maneira que olham para dentro de si mesmos e enxergam apenas as atividades de seu pequeno mundo interior. Sempre lastimam a própria sorte e sua condição.

Satanás fizera muitas coisas contra a pobre mulher, mas JÁ REALIZARA TUDO O QUE PODIA. Quando ele quer fazer algo contra nós, ele não poupa esforços. Ele podia encurvá-la em direção à sepultura, mas não podia força-la a entrar nela. Com tudo o que podia, não podia tirar a vida dela. Ela era “filha de Abraão” e isso era uma marca na sua vida.

Assim também é conosco. Vem os traumas e sofrimentos, mas a marca está em nós e a operação de Jesus Cristo vem sobre os que são seus.

 

3-    O libertador da sua alma

Ele a viu. Em um só minuto ele soube de toda a história daquela mulher. E chamou-a.

Quando ela veio a frente, ele a declarou livre da doença.  Como isso poderia ser verdade? Ela continuava tão encurvada como antes. JESUS QUERIA DIZER QUE O DOMINIO DE SATANAS FORA TIRADO DELA. QUE FORA QUEBRADO O PODER QUE A MANTIVERA ASSIM.

Ela se endireitou. Note o seguinte: ela deve ter endireitado a si mesma. Essa ação e obra era dela mesma. Ela era passiva no sentido de um milagre ter sido operado nela. Mas também era ativa no sentido de ser capacitada, endireitando a si mesma. Que encontro maravilhoso entre o soltar de Jesus e nossa posição de tomar posse da ordem de Jesus.

O seu endireitamento fora fenomenal. O normal seria que aquele encurvamento fosse desfeito gradualmente. Na Índia, um homem que mantem a mão levantada por longo tempo por causa de algum voto, não consegue mais baixa-la.

Quando o Senhor visita alguém, ele remove a maior causa da tristeza e também a própria tendência à melancolia. Os sulcos profundos que você produziu ficarão lisos e você ficará forte no Senhor e no seu grande poder.

 

Jesus Cristo veio ao mundo com o propósito de desfazer as obras do diabo.

João 10.10   O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.

 
 

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

A vida...

A vida deve ser como uma refeição: devemos comer e saborear cada coisa, cada momento.
Nada de ontem e nada para amanhã.

O que se lê, o que se vê, o que se ensina e o que se aprende, deve ser aplicado ao momento. Os antigos diziam: carpe diem... outros sitz in leben ou in loco.

Assim como um rio, o que se guarda, se estraga, cria limbo.

Por isso, vivamos.

Shalom.

Para Meditar


Salvação é Deus nos transformando de bonequinho de pano e barrinho que anda, em uma pessoa de verdade. Salvação não é ir pro céu depois que morremos, mas sermos resgatados e redimidos dessa degeneração e desse conflito de humanidade e identidade. É Deus nos transformando em um ser humano expressoe refletido em Jesus Cristo. Antes do céu, nosso destino é Cristo. Isto é poder de Deus para salvação.
ERK

sábado, 18 de outubro de 2014

Diario da viagem a Lima 1

Ola milhares de leitores. Dou graças ao Pai pela Igreja em Guarapuava em me proporcionar essa viagem a Lima.

Ao chegar, pegamos uma van, que foi abarrotada com 13 ocupantes e suas malas. Foi interessante observar as buzinas para todos os lados. O transito 'e caótico, mas na vejo nenhum acidente. o Brasil também deveria incentivar a Buzina.

Ficamos 3 dias conhecendo a cidade. O pessoal  ficou doidinho com as roupas de marcas falsificadas num centro de compras aqui chamado POVOS AZULES. Muita Dudalina e Lacoste de segunda linha. Mas nas lojas oficiais aqui as camisas ficam o mesmo preco quase do Brasil. Fiquei estressado porque meu dinheiro para supérfluos acabou em meio dia.

Da Esq para Direita: Caio, Pr. Paulo Caastello (bairro Olaya), Pr. Armando, Pr. Alfredo (de Lima) e eu


Agora, vamos pra missao.  Fomos com o Pastor local Paulo Castello at'e sua Igreja, Jose Olayo, que fica a umas 2 horas de Lima para entregar folhetos e convidar para os cultos.

Tentando pegar um onibus..

 CAio, de Cornelio Procopio...
 Dentro do bus...

 Depois de 1 hora, visão do bairro
Bairro de Jose Olaya...
 A Igreja, por dentro e por fora...





 Evangelizando nas ruas...
Puxando conversa com as crianças...

 A MAria e a Valentina nos acompanharam...
Arrumei um amigo...
 O GRupo que foi para o bairro...
 Gente do local...

 NA casa da Shirley e do Luciano a noite para um lanche!


Realidade bem diferente do Brasil, claro. Estamos orando para que o Senhor abençoe o Peru.


domingo, 5 de outubro de 2014

Bom filme pra familia toda




Apesar de ser um filme secular, tem doses enormes da GRAÇA de Deus. Vale a pena. No setor de lançamentos.
Pérolas como: "NÃO SE ODEIE. DEUS TEM PRAZER NAQUILO QUE VOCE É E ELE TE FEZ ASSIM. SE ALEGRA COM VOCÊ!"
Vale a pena!

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Debate na Globo

Dá dó o debate, que é mais um abate dos candidatos de segunda linha por autofagia.

Estamos lascados!

Quem nos livrará?