quarta-feira, 5 de novembro de 2014

A vida...

A vida deve ser como uma refeição: devemos comer e saborear cada coisa, cada momento.
Nada de ontem e nada para amanhã.

O que se lê, o que se vê, o que se ensina e o que se aprende, deve ser aplicado ao momento. Os antigos diziam: carpe diem... outros sitz in leben ou in loco.

Assim como um rio, o que se guarda, se estraga, cria limbo.

Por isso, vivamos.

Shalom.

Para Meditar


Salvação é Deus nos transformando de bonequinho de pano e barrinho que anda, em uma pessoa de verdade. Salvação não é ir pro céu depois que morremos, mas sermos resgatados e redimidos dessa degeneração e desse conflito de humanidade e identidade. É Deus nos transformando em um ser humano expressoe refletido em Jesus Cristo. Antes do céu, nosso destino é Cristo. Isto é poder de Deus para salvação.
ERK

sábado, 18 de outubro de 2014

Diario da viagem a Lima 1

Ola milhares de leitores. Dou graças ao Pai pela Igreja em Guarapuava em me proporcionar essa viagem a Lima.

Ao chegar, pegamos uma van, que foi abarrotada com 13 ocupantes e suas malas. Foi interessante observar as buzinas para todos os lados. O transito 'e caótico, mas na vejo nenhum acidente. o Brasil também deveria incentivar a Buzina.

Ficamos 3 dias conhecendo a cidade. O pessoal  ficou doidinho com as roupas de marcas falsificadas num centro de compras aqui chamado POVOS AZULES. Muita Dudalina e Lacoste de segunda linha. Mas nas lojas oficiais aqui as camisas ficam o mesmo preco quase do Brasil. Fiquei estressado porque meu dinheiro para supérfluos acabou em meio dia.

Da Esq para Direita: Caio, Pr. Paulo Caastello (bairro Olaya), Pr. Armando, Pr. Alfredo (de Lima) e eu


Agora, vamos pra missao.  Fomos com o Pastor local Paulo Castello at'e sua Igreja, Jose Olayo, que fica a umas 2 horas de Lima para entregar folhetos e convidar para os cultos.

Tentando pegar um onibus..

 CAio, de Cornelio Procopio...
 Dentro do bus...

 Depois de 1 hora, visão do bairro
Bairro de Jose Olaya...
 A Igreja, por dentro e por fora...





 Evangelizando nas ruas...
Puxando conversa com as crianças...

 A MAria e a Valentina nos acompanharam...
Arrumei um amigo...
 O GRupo que foi para o bairro...
 Gente do local...

 NA casa da Shirley e do Luciano a noite para um lanche!


Realidade bem diferente do Brasil, claro. Estamos orando para que o Senhor abençoe o Peru.


domingo, 5 de outubro de 2014

Bom filme pra familia toda




Apesar de ser um filme secular, tem doses enormes da GRAÇA de Deus. Vale a pena. No setor de lançamentos.
Pérolas como: "NÃO SE ODEIE. DEUS TEM PRAZER NAQUILO QUE VOCE É E ELE TE FEZ ASSIM. SE ALEGRA COM VOCÊ!"
Vale a pena!

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Debate na Globo

Dá dó o debate, que é mais um abate dos candidatos de segunda linha por autofagia.

Estamos lascados!

Quem nos livrará?

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

A sábia e velha coruja

 
Leitura: Provérbios 10:17-21 
...o que modera os lábios é prudente. —Provérbio 10:19
Anos atrás, um escritor anônimo compôs um curto poema sobre as vantagens de medirmos nossas palavras.
Uma sábia e velha coruja
sentou-se sobre um carvalho;
Quanto mais via, menos falava;
Quanto menos falava, mais escutava;
Por que não podemos todos ser
iguais a esse sábio e velho pássaro?
Existe uma relação entre a sabedoria e o limite sobre o que dizemos. O livro de Provérbios 10:19 alerta: “No muito falar não falta transgressão, mas o que modera os lábios é prudente.”
Somos sábios ao tomar cuidado com o que dizemos ou com o quanto dizemos em certas situações. Faz sentido guardar as nossas palavras quando estamos zangados. Tiago recomendou aos seus colegas cristãos: “…Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar” (Tiago 1:19). Refrear as nossas palavras também demonstra reverência a Deus. Salomão falou: “...Deus está nos céus, e tu, na terra; portanto, sejam poucas as tuas palavras” (Eclesiastes 5:2). Quando outras pessoas estão sofrendo, a nossa presença silenciosa pode ajudar mais do que muitas expressões de solidariedade. “…e nenhum lhe dizia palavra alguma, pois viam que a dor era muito grande” (Jó 2:13).
Embora haja momentos de ficarmos em silêncio e momentos de falarmos (Eclesiastes 3:7), optar por falar menos nos permite ouvir mais.

Que seu discurso seja melhor que o silêncio; caso contrário, permaneça silente.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Arapucagem

Olha isto: um versículo absolutamente nada a ver para dizer às pessoas para alcançar o "impossível"!

O verso em questão era para ajudar a Moisés a julgar as causas, pois estava sobrecarregado de serviço. Um conselho dado por seu sogro Jetro.

Isso é uma vergonha!

Tenho pena dos que se submetem a essa denominação-arapuca!