sexta-feira, 26 de maio de 2017

Fidelidade






Vocês, também, fiquem alertas, porque o Filho do Homem vai chegar quando não estiverem esperando. (Lucas 12.40)



A maior necessidade do obreiro cristão é a prontidão para contemplar a face de Jesus Cristo a cada momento. Isto não é fácil. Esta batalha não é contra o pecado, dificuldades ou circunstâncias, mas uma luta contra viver tão absorvido pelo trabalho para Jesus Cristo a ponto de não estar preparado para ver a face de Jesus a cada momento. Nossa maior necessidade é olhar para Ele.

Jesus raramente vem onde estamos esperando. Ele aparece onde menos esperamos, e sempre em situações mais ilógicas. A única maneira de um servo estar preparado para as visitas surpresa do Senhor, é sendo fiel. Essa prontidão não acontecerá pelo serviço, mas da realidade espiritual que vivemos.

Se desejamos nos preparar para Jesus Cristo, temos que parar de ser religiosos, achando que temos um estilo de vida sublime, mas espiritualmente verdadeiros.

Todos nós aqui nesta reunião somos líderes de uma igreja, e como tal espera-se que sejamos espiritualmente vivos, conciliadores nos momentos de tensão e exemplos de envolvimento na vida da Igreja. As pessoas deveriam nos ver como pessoas que tem a expectativa de receber uma visita surpresa do Senhor a qualquer momento.

terça-feira, 23 de maio de 2017

IMCC, 21 de Maio



Andando por sobre as aguas
Mateus 14.22-33



A ORAÇÃO

Percebemos que Jesus Cristo tinha disposição para orar.

Um texto após a multiplicação dos pães.

Jesus Cristo ficou para despedir as multidões e orientou os discípulos que atravessassem o mar da galileia.

Um dia cansativo. Não almoçaram, foram para Betsaida, ao invés de descansar, atenderam a multidão. Após um dia cansativo, Jesus Cristo foi orar. Por ter sido um dia exaustivo, ele orou apenas 7 horas. Alegria de Jesus Cristo em passar um tempo com o Pai

Oração é um privilégio. Para marcar 5 minutos com o presidente, é necessário muitas tentativas. Insistir muito e passar meses agendando. Quanto esforço para passar 5 minutos com o ser humano.

E quanta displicência em passar tempo com o Pai, desfrutar esse extraordinário privilégio. Interessante precisar insistir tanto com o povo. Deus se alegra em receber-nos. Jesus abriu caminho para nós. Só nós entramos na presença do Deus poderoso. Somos sacerdotes. Precisamos nos dar conta que os anjos não entram no santo dos santos.  É um privilégio nosso!!



O TEMPO

Deus não quer tempo nenhum, não pede que separemos tempo para ele nem que precisamos dar o melhor para ele.

Por que? Porque tempo é o que não temos. Nenhum de nós sabe do próximo minuto.

É verdade que vivemos prometendo tempo uns aos outros o tempo todo. Amanhã; tal hora; irei; ou seja, sempre prometendo tempo que não temos.

Toda vez que prometemos tempo, fazemos um ato de fé: de que amanhã estaremos aqui; a fé de que no próximo minuto estaremos aqui, amanhã estaremos... é sempre assim.

Não temos tempo. É Deus quem nos concede tempo. Jesus SABIA QUE O Pai nos concede tempo para que PRIORITARIAMENTE passemos tempo com Ele.

É Deus quem nos dá o tempo para que prioritariamente tenhamos comunhão com Ele. Jesus sabia disso:  que o tempo que o Pai concede é o grande privilegio da comunhão.

Esse texto começa como um desafio a nó: use bem o seu tempo, o tempo que Deus te concede. Comece. Não precisa ser 7 horas; comece com 7 minutos.



JESUS VAI E LIDA COM UM OBSTÁCULO

O mar estava revolto. Vento contrário, açoitado pelas ondas, de tal forma que os discípulos não conseguiam progredir na travessia.

O lago de Genesaré, Tiberíades, não é um lugar dado às tempestades é uma região tranquila. As duas vezes que os discípulos pegaram tempestades, nota-se que era uma oposição espiritual ao avanço de Jesus Cristo.

E Jesus Cristo desconsiderou a oposição; Desconsiderou a circunstância de um mar, que foi um instrumento da oposição.

Desconsiderou a lógica da física. Ele deseja que aprendamos a andar sobre as ondas que se opõe a nós.

Jesus não estava dando aula de surf. Nem que vamos sair por aí andando sobre as águas. Aquela foi uma situação especial: ele iria curar muitas pessoas que creriam nele. Ele superou a oposição.





DUAS GRANDES LIÇÕES:

1- Não há nada que impeça o avanço de Jesus Cristo em direção a nós.

No momento em que ele decide que vai nos socorrer, ele virá. Não importa o que os adversários façam, Ele se chegará a nós.  Nada se impõe a Jesus Cristo.

Aqui o adversário impôs a força da natureza. Ele desconsiderou e a circunstância e foi andando. Ainda bem que Jesus Cristo não era sedentário.



2- O outro desafio a de andarmos sobre as aguas está diretamente ligado ao fato de estarmos em comunhão com Deus.

 Jesus Cristo sai da comunhão com Deus, enfrenta  o obstáculo e desconsidera o obstáculo

A SUA CAPACIDADE DE REAGIR AOS INFORTUNIOS NA SUA VIDA É PROPORCIONAL À SUA COMUNHAO COM SEU DEUS.

Quanto mais comunhão com Deus, mais desprezamos a aparente força das circunstancias. Mais tempo consciência de que não há obstáculo intransponível. Mais temos consciência das possibilidades da graça. Então as más notícias da maldade não conseguem abalar-nos, porque nossa comunhão aponta para a perspectiva da vitória que há em Jesus Cristo e da sua ressureição, e a vitória da morte e todas as suas manifestações. Nossa comuhao com Deus inspira a caminhada na história da nossa vida.

Quanto menos comunhão, mais agreste a história, mais difícil a caminhada.

Quanto mais comunhão, mais possibilidades de perspectiva de avanço e descanso. Mais possibilidade de determinada vitória.

Sua comunhão com Deus é imediatamente proporcional à sua capacidade de reagir positivamente diante dos obstáculos. Não despreza a possibilidade da oração. Não despreze o privilegio da comunhão com Deus.



Jesus nos ensina que depois de uma intensa comunhão com Deus, qualquer circunstância é relativa. Porque Deus nos faz transcender. Isso que Jesus Cristo fez: transcendeu.



NOSSA DIFICULDADE EM RELAÇÃO A DEUS

Os discípulos veem Jesus Cristo e ficam aterrados. É compreensível: eles ficam apavorados, porque a agua não tem densidade. Só um fantasma andaria sobre as aguas.



Nossa grande dificuldade com Deus é que a gente nem sempre acredita que ele é capaz de vencer nossas dificuldades.

Pensamos que ninguém pode andar pelas aguas. Então nos deixamos dominar pelas circunstâncias. Achamos que Deus também não pode fazer as coisas que nós não podemos. Temos dificuldades em acreditar que Deus pode fazer o que nós não fazemos.

Temos dificuldades em acreditar que Deus vai andar sobre as ondas.

Na área econômica; na área familiar; na área das enfermidades; dos relacionamentos. Será que Jesus Cristo anda sobre essas ondas?

Claro que sim!

Nos que fazemos diferença entre os mares. Mas Deus é o Senhor de todos os mares.

Então os discípulos tiveram grande dificuldade em ver aquela cena. Mas Jesus dizia NÃO TENHAM MEDO



NÃO TENHA MEDO

Na bíblia 366 vezes existem as palavras não temas. Uma para cada dia do ano e um para o ano bissexto.

Pedro corajoso dizia: se for você manda com que eu vá.



PEDRO NOS ENSINA 3 LIÇÕES

DESEJO DE SER COMO JESUS CRISTO, CRER E VIVER. DEVERÍAMOS TER ISTO sempre. Se cristo pode também podemos!

Ele nos faz vencer o pecado, os vícios, a fraqueza.

Não aceite a vida cristã medíocre. Muitos cristao são medíocres. Se eles pudessem eles falariam:

Sejam medíocres e frustrados como eu:

Venha falar de amor e não amar

Venha falar de perdão e não perdoar

Venha falar de alegria e esteja sempre triste

Venha falar louvor e estar sempre reclamando;

Venha falar de vitória e estar sempre no mesmo pecado.



Não aceite a mediocridade. Você pode ser parecido como Jesus. Encare a possibilidade de andar sobre as aguas também.



Jesus Cristo diz: acredite que eu sustento você. Ande sobre as aguas que eu ajudo você.

Você pode ter uma vida vitoriosa como Jesus. Ele agora mora em você. E se você cair não esmoreça. Levante e peça perdão e diga a Jesus que o ajude.

Não aceite em definitivo nenhuma fraqueza.

Agora o Espirito de Deus mora em você.



 A NECESSÁRIA MUDANÇA DE PARADIGMA

Imagine: Pedro era pescador: sabia sobre agua: que ela não sustenta ninguém de pé. Não tem densidade.

Agua só nos sustenta boiando o nadando. Naquele mar empolado, nenhum dos dois iria funcionar.

Mas Jesus Cristo está lá andando sobre as aguas e diz vem!

Agora Pedro está diante de uma decisão: verdade é tudo o que ele sabe sobre agua ou verdade é tudo aquilo que ele está vendo Jesus Cristo fazer?

Isto está diante de nós todo dia: verdade é o que sei por experiência, o que sei pelo que pesquiso, pelo que conheço, que estudei ou verdade é o que o Senhor diz pra mim? É a fé?

Pedro tinha que decidir. Mudou a epistemologia dele.

Mudou a forma de chegar pra verdade. Não ´é só a experiência, a pesquisa, mas a fé!



Eu não posso, mas em Cristo tudo é possível.

Tem um novo padrão de conhecimento: a fé.

Isso é renovar o entendimento: mudar as categorias de pensamento e entendimento: não pelo que pesquiso, estudo ou sei; mas agora pela fé, a maneira de Deus agir. Pela sua graça e poder abundante.



Pela fé; pela graça, é possível ir onde a razão a pesquisa não vão, onde a experiência não se repete.





A FORÇA DAS CIRCUNSTANCIAS

Temos 2 focos pelo nosso olhar:

Um é Jesus; outro são as circunstancias.

Quando olhamos a Jesus, relativizamos as circunstancias.

Quando você olha para a s circunstancias, desprezamos a Jesus



Num primeiro momento Pedro fez o primeiro;

No segundo momento fez a segunda opção.

Ele foi tirando a ênfase em Jesus Cristo e colocando na circunstancias até Jesus Cristo sumir do foco e ele submergiu.

Quando Pedro saiu do barco Jesus estava indo de encontro ao vento, cortando, com uma aerodinâmica perfeita. As circunstancias não se alteraram. O que alterou foi o ânimo de Pedro, por causa do desvio de foco.

Enquanto ele olhava para Jesus Cristo, andava sobre as aguas. Quando olhou para circunstancias, passou a submergir.

Todos os dias temos que decidir o que é que comanda nossa vida. As notícias que recebemos ou a fé que nutrimos.

A força das circunstancias, consubstanciadas por uma série de proposições, de equações, de leis biológicas, físicas, ou a capacidade extraordinária de Jesus de dominar sobre elas.

Pedro teve as duas experiências.





JESUS FEZ UM MILAGRE COM BASE NA INCREDULIDADE!

A gente pensa que todo milagre é fruto de fé!

Quando Jesus viu que a fé de Pedro não dava conta e que a fé dos outros meninos não deu nem pra sair do barco, falou: a fé desses meninos não dá conta desse negócio.

Pedro sucumbiu, e os outros nem saíram do barco!

“Vocês tem uma fé muito pequena, e eu vou fazer um milagre grande!”

As vezes o milagre de Jesus e em resposta à nossa incapacidade de crer! Jesus não força nada. Ele vai esperar por você!

As vezes pessoas usam a nossa falta de fé para nos amedrontar: você não tem fé!!

Ele poderia ter dito a eles que ficassem ali até terem fé, que ele teria mais o que fazer.

Mas a fé deles não daria conta. Jesus Cristo continua sustentando-nos nossas fraquezas!



Notícia boa, mas poderia ser melhor né?

O certo seria: andar sobre as águas e pronto;

Mudar a forma de pensar, Jesus não tem medo de vento nenhum, nós vamos com ele, vamos arrebentar!!

Mas a nossa fé não dá conta!

E agora?



Jesus espera! Ele acalma a tempestade, vence as circunstâncias para a gente, diz assim:

- Está vendo como a fé de vocês é engraçada? Tem fé que eu posso mudar as circunstancias, mas não tem fé de que vocês podem mudar as circunstâncias!



Enquanto a gente não aprender que as circunstancias devem ser relativizadas pela nossa fé, elas serão sempre um bicho papão na nossa história.

Cada notícia ruim vai ser um caos; cada notícia de perigo vai ser um desespero; cada notícia de crise vai ser uma tempestade, porque não conseguimos reagir às circunstancias.

Aí pedimos ao Senhor, não para gente andar sobre as águas, mas para Ele mudar as circunstancias para a gente continuar andando como sempre andamos. Assim a gente não cresce!

Mas o interessante é que Jesus Cristo, diz

Tá bom. Já vi que sua fé não dá conta pra isso mesmo, pode deixar. Vou mudar as circunstancias, você vai continuar remando como sempre, o ventinho vai levar vocês, levo você lá do seu jeito.  Poderia ser do meu.

Mas ele não só acalmou, como entrou no barco.

Isso é extraordinário: eu fico com vocês. Apesar de nós e de tudo o que ele pode, ele sempre prefere ficar conosco!



Então não tenha medo. Não importa o que vai acontecer com você!

Se você puder, ande sobre as águas, mas se você não aguentar, não se preocupe. O Senhor vai responder sua incredulidade com amor, vai trazer as circunstancias para sua área de compreensão, e por incrível que pareça, ele vai ficar com você.

Jesus segue nos passos das crianças!

Jesus, seu salvador, está indo ao seu encontro, andando sobre as aguas, que parece intransponível, para:

- fazer você andar sobre as aguas e não deixar-se amedrontar com isso.

Mas se lhe faltar fé, Jesus Cristo vai estar com você.

Até que um dia a sua fé te faça sair do barco!!