sexta-feira, 16 de maio de 2014

o que vi na VEJA

Entrevista

Muito oportuna a entrevista do Claudio Haddad, fundador do Instituto IBMEC.
Ele fez o teste do ENADE, exame que avalia os recem diplomados e percebeu que a correçao vai de acordo com o ponto de vista do corretor. Ê contaminado.

Ele ainda diz " Gostaria de saber quantos professores no Brasil leram Marx e Adam Smith. Sim, porque hã muitos por aí que se baseiam em textos curtos e apostilados para ensinar. Essa simplificaçao é visivel na sala de aula".

LIA LUFT
Leio pouco essa senhora. Muito teórica. MAs gostei desse ultimo artigo que fala sobre sermos todos iguaizinhos. Já criamos os filhos para serem iguaizinhos, parecendo linha de produção do Fusca.
Correirias, compromissos, ansiedade por estar na crista da onda, por nao ser ignorado, por cumprir horarios, prescriçoes, comandos, realmente estao nos tornando eternos angustiados e permanentes aflitos.

LOBAO
Gente do céu. Parece mesmo um lobo vociferando asneiras. Seu artigo é sempre cheio de rancor.
Veja nao precisava dele.

FRASES
Essa do José Dirceu foi boa: "olha a goteira!". reclamando da sua cela!