domingo, 23 de dezembro de 2012

E se Jesus, nosso Senhor não tivesse vindo?



Texto Bíblico:
Lucas
7.16   Todos ficaram possuídos de temor e glorificavam a Deus, dizendo: Grande profeta se levantou entre nós; e: Deus visitou o seu povo.

7.17   Esta notícia a respeito dele divulgou-se por toda a Judéia e por toda a circunvizinhança.

7.18   Todas estas coisas foram referidas a João pelos seus discípulos. E João, chamando dois deles,

7.19   enviou-os ao Senhor para perguntar: És tu aquele que estava para vir ou havemos de esperar outro?

7.20   Quando os homens chegaram junto dele, disseram: João Batista enviou-nos para te perguntar: És tu aquele que estava para vir ou esperaremos outro?

7.21   Naquela mesma hora, curou Jesus muitos de moléstias, e de flagelos, e de espíritos malignos; e deu vista a muitos cegos.

7.22   Então, Jesus lhes respondeu: Ide e anunciai a João o que vistes e ouvistes: os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e aos pobres, anuncia-se-lhes o evangelho.


Introdução:
Você já teve um pesadelo, daqueles que te dá alívio quando acorda?
Creio que nossa vida seria um pesadelo sem Cristo!


Desenvolvimento
Vamos examinar alguns fatos bíblicos que mostram a situação do ser humano se Jesus não tivesse vindo para nos salvar.



1- Comemoraríamos a festa dos deuses pagãos (SOL) e não do verdadeiro Deus que se encarnou, morreu e ressuscitou
A igreja primitiva enfatizava muito claramente a importância de Jesus como a única luz capaz de iluminar a vida dos homens. Mas, insidiosamente uma outra mensagem foi se incorporando no seio da igreja como uma cilada. Sem perceber o ardil, vagarosamente a idolatria da Babilônia foi tomando corpo no meio da igreja. A adoração ao deus sol chegou de modo astucioso na celebração do Natal. Nada mais justo do que relacionar o Sol da justiça, que no monte da transfiguração teve o seu rosto resplandescente como o sol, com a estrela solar adorada na mitologia. Assim, Jesus Cristo foi comparado como o sol e identificado com o deus mitológico. O dia 25 de dezembro comemorado como a festa que celebrava o solstício de inverno, o renascimento do sol, quando, no hemisfério norte do globo terrestre, os dias começam a tornar-se mais longos. Quando o sol começa a prover mais calor, a agricultura torna-se possível. Luz é vida. Por conseguinte, talvez tenha sido próprio para o império romano substituir a festa pagã por uma celebração que tinha mais sentido para os cristãos do que a celebração das meras forças da natureza. Foi dentro deste contexto político e mitológico que a festa pagã da adoração ao sol foi implantada no coração da igreja com todas as suas representações. Durante aquelas festividades pagãs fogueiras eram acesas em homangem ao deus sol e permaneciam queimando por alguns dias. Durante este período as pessoas comiam e bebiam fartamente para tentar exorcizar a tristeza provocada pela ausência de luminosidade. As fogueiras natalinas foram mantidas por muitos anos no perímetro da igreja romana. Depois as velas foram tomando conta do cenário e mais recentemente as lâmpadas elétricas assumem o fascínio do embelezamento natalino. Só que pouca gente sabe que estas luzes que exercem tanto encantamento no espírito de Natal é uma representação moderna de uma antiga adoração ao deus sol. Sendo a luz algo cativante, a sedução de sua magia vem logo nos distrair da verdadeira luz que é Cristo.
A adoração ao sol é uma das mais antigas formas de misticismo, que a Bíblia condena veementemente. Quando no meio de ti, em alguma das tuas portas que te dá o Senhor teu Deus, se achar algum homem ou mulher que fizer mal aos olhos do Senhor teu Deus, traspassando o seu concerto, que for, e servir a outros deuses, e se encurvar a eles, ou ao sol, ou à lua, ou a todo o exército do céu, o que eu não ordenei, ... então levarás o homem ou a mulher que fez este malefício às tuas portas, sim, o tal homem ou mulher, e os apedrejarás com pedras até que morram. Deuteronômio 17:2-5. A essência da idolatria está em ter pensamentos indignos acerca de Deus. Tornar Deus como um objeto é uma afronta ao seu caráter. Fazer o Criador semelhante a uma criatura é algo ofensivo e indigno de um ser pensante. Um deus fabricado não é Deus.
Jesus Cristo é a encarnação de Deus ao nível do homem, mas não é um deus criado pelo homem. Ele é o Criador encarnado e não uma criatura divinizada. Jesus Cristo não pode ser entendido adequadamente em termos de qualquer categoria aplicável ao homem. Ele é por si mesmo, uma categoria. Ele não é apenas grande; é o único. Ele não pode ser comparado com nenhuma criatura. Ele é singular. Thomas Brooks dizia: Cristo é admirável, Cristo é muito admirável, Cristo é o mais admirável, Cristo é sempre admirável, Cristo é totalmente admirável. Ele não pode ser equiparado a qualquer outro, nem é análogo a nenhum símbolo que possamos confrontar. Ele é a Luz, que a luz se ofusca. Ele é o Sol, que o sol se apaga. Ele é a Vida, que a vida fenece. Ele é incomparável, extraordinário, invulgar, único, singular, insigne, admirável e só Ele merece o nosso reconhecimento, respeito e adoração.
Jesus é a Luz que não carece de iluminação. Ele brilha nos nossos corações com o fulgor resplandecente capaz de enceguecer. E indo Paulo no caminho, aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu. E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? E ele disse: Quem és, Senhor? E disso o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Atos 9:3-5. O apóstolo Paulo ficou três dias sem ver nada, e alguns anos mais tarde quando ele falava perante o rei Agripa disse: Ao meio dia, ó rei, vi no caminho uma luz do céu, que excedia o esplendor do sol, cuja claridade me envolveu a mim e aos que iam comigo. Atos 26:13. Jesus é a luz que não precisa de fogueira, nem de vela, nem de pisca-pisca ou qualquer outro material incandescente.




2- Estaríamos condenados pelo pecado

Romanos
6.22   Agora, porém, libertados do pecado, transformados em servos de Deus, tendes o vosso fruto para a santificação e, por fim, a vida eterna;

6.23   porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Nascemos com uma dívida impagável. Condenados ao inferno e separados de Deus, não havia esperança para nós.
Mas o dom de Deus é o amor. Muitos sofrem com a condenação, nem sabendo dessa condenação.

O sofrimento emocional desnecessário – depressão, andiedade, culpa, temor e tristeza – é vencido pelo poder transformador do amor de Cristo.


3- Não teríamos amizade (O Valor da amizade) de uma igreja verdadeira

Hebreus
10.24   Consideremo-nos também uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras.

10.25   Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima.

É um privilégio ter uma igreja, uma comunidade de fé que nos ajuda a crescer na fé e tratar nosso caráter.


Provérbios 17.17
Em todo o tempo ama o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão.

Também é no meio da igreja que nasce amizades preciosas e duradouras.
Você tem feito amigos que te estimulam na fé?




4- A humanidade estaria um caos, sem amor
1 João
3.13   Irmãos, não vos maravilheis se o mundo vos odeia.

3.17   Ora, aquele que possuir recursos deste mundo, e vir a seu irmão padecer necessidade, e fechar-lhe o seu coração, como pode permanecer nele o amor de Deus?

O mundo nos odeia e não tem amor.
Sem Deus no mundo, que é amor, omundo estaria insuportável.
Se existe ainda viabilidade para o mundo, é porque o Espírito de Deus está presente.


5- Não teríamos esperança

Apocalipse

21.1   Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.

21.2   Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo.

21.3   Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles.

21.4   E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram.

O Natal é a promessa de que o Deus vivo que veio na história e que vem diariamente em mistério um dia virá em glória. Deus está dizendo em Jesus que um dia tudo estará bem. Nada pode prejudicá-lo permanentemente, nenhum sofrimento é irrevogável, nenhuma perda é duradoura, nenhuma derrota é mais que transitória, nenhuma decepção é conclusiva.
Jesus não negou a realidade do sofrimento, do desânimo, da decepção, da frustração, e da morte. Simplesmente declarou que o reino de Deus conquistaria todos esses horrores, que o mor do Pai é tão pródigo que nenhum mal jamais poderia resisti-lo.
Brenann.


6- Não teríamos nossas orações respondidas
João

16.24   Até agora nada tendes pedido em meu nome; pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja completa.

16.25   Estas coisas vos tenho dito por meio de figuras; vem a hora em que não vos falarei por meio de comparações, mas vos falarei claramente a respeito do Pai.

16.26   Naquele dia, pedireis em meu nome; e não vos digo que rogarei ao Pai por vós.

A Alegria da vida cristã que testifica de um Deus vivo vem por meio das orações respondidas. Jesus providenciou esse recurso para que tenhamos na Sua palavra forças para prosseguir.
E isto veio somente pelo véu rasgado, pela pessoa de Cristo encarnada e ressuscitada.


7- Seríamos dominados pelo Ego
Enquanto os homens se queimam de febre pela grandeza, Deus se aniquila na insignificância, para nos fazer saber o que realmente tem significado. A humildade do Natal comparada com a humilhação da cruz pode ser uma boa reflexão para meros mortais que supõem ostentar a nobreza da divindade. (Glenio)


8- Viveríamos uma vida finita
Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens. (I Coríntios 15 : 19)

A existência de Deus é provada pela nossa sede de eternidade.


9- Viveríamos com medo
E livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à servidão. (Hebreus 2.15)

Com medo do fim do mundo, moradores entram em pânico durante apagão no Norte Pioneiro
Publicado em: 21/12/2012 - 14:24 | Atualizado em: 22/12/2012 - 12:39
Um breve desligamento da energia elétrica à 0h desta sexta-feira (21) causou pânico em alguns moradores de três cidades do Norte Pioneiro. Pensando que o fim do mundo realmente havia chegado, vários passaram mal e tiveram que ser levados para o hospital.
Perto da 0h, as residências de Joaquim Távora (153 km de Londrina), Carlópolis (174 km) e Guapirama (137 km) tiveram uma queda rápida na energia elétrica. O susto que a piscada das luzes causou aos habitantes foi narrado pelo locutor e jornalista da região, Édico Correia.


Conclusão
Como você viveria sem Cristo?
Já teve esse pesadelo?

Loiuvado seja o Senhor pela vinda de Cristo, que nos fez renascer, substituindo nossa vida pela Dele para que possamos viver de fato com abundância.

Pr. Fábio Alcântara

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Palavra libertadora

Dizer NÃO.

É uma palavra libertadora.

Exige muita coragem!

Shalom.

sábado, 8 de dezembro de 2012

Três Categorias

Na igreja,em geral, temos três categorias de pessoas:

1- Aqueles que nunca nasceram de novo.
Estes estão ali por estar. Gostam das pessoas, das atividades e pela conveniência.
Não amam a Deus e nem consideram Sua palavra. Não demonstram que são renascidos. 

2- Aqueles que são sobrecarregados com expectativas cristãs.
Esses são os que participam de grupos religiosos que gostam de impor sobre os crentes regras e mais regras que eles mesmos não cumprem. Assim tornam inválido o sacrifício da Cruz. O agente da salvaçao e da santificação são eles mesmos e não Deus. Nao conseguem ser amados por Deus.

3- Os que nasceram de novo
Estes crêem no pleno sacrificio de Cristo e na sua suficiência para a salvaçao. Vivem uma fé viva e leve. Se arrependem porque foram perdoados por Deus e s santificação é fruto da fé e comunhão com Cristo.

Onde você se enquadra?
Shalom.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Facebook deixa usuário gordo, pobre e malvado, diz estudo



Um estudo da Universidade de Colúmbia e de Pittsburgh afirma que o Facebook deixa os usuários darede social mais gordos, pobres e malvados. A informação é do site F5. 

Conforme a pesquisa, a imagem positiva que surge a partir da página faz com que o autocontrole das pessoas diminua, sendo que uma das consequências mais fáceis de perceber é a agressividade. 

O estudo ainda aponta que os usuários que passam mais tempo no Facebook têm a tendência de comer biscoito ao invés de barra de cereal e ter mais gordura no corpo, além de maiores dívidas no cartão de crédito. (Com informações do site F5)

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

A Coragem de Esperar em Deus



Texto Bíblico:
Salmos

Almeida Revista e Corrigida  131.1   [Cântico dos degraus, de Davi] SENHOR, o meu coração não se elevou, nem os meus olhos se levantaram; não me exercito em grandes assuntos, nem em coisas muito elevadas para mim.

Almeida Revista e Corrigida  131.2   Decerto, fiz calar e sossegar a minha alma; qual criança desmamada para com sua mãe, tal é a minha alma para comigo.

Almeida Revista e Corrigida  131.3   Espere Israel no SENHOR, desde agora e para sempre.


Quebra Gelo:
Nossa alma agitada não permite a espera!
Você sabia que a coragem de esperar em Deus é a maior prova de fé?


Introdução
Encontramos muitas pessoas cansadas, frustradas e que não mais confiam em Jesus, dando mil motivos para tal atitude. Seja como for, certamente uma só razão tem sentido: não esperaram em Deus.
Se tivessem esperado nele, quando o ataque feroz arruinou a sua fé, roubando-lhes a coragem e destruindo o amor que neles havia, teriam renovado suas forças e superado todos os obstáculos como se possuíssem asas de águias. Teriam corrido em meio a seus inimigos e não ficariam cansados, sem perderem as forças.



Desenvolvimento
1)- A Bíblia diz que precisamos aquietar nossa alma agitada
Salmos
Almeida Revista e Corrigida  131.2   Decerto, fiz calar e sossegar a minha alma; qual criança desmamada para com sua mãe, tal é a minha alma para comigo.
Almeida Revista e Corrigida  131.3   Espere Israel no SENHOR, desde agora e para sempre.

A Alma precisa de disciplina. Não deixe que a alma te escravize a tal ponto de não mais ter controle sobre sua própria vida. Como diz a palavra, precisamos fazer calar nossa alma e faze-la descansar na presença de Deus.

Nós decidimos como queremos viver! Conhecendo a Deus e a Sua Palavra, levamos nosso novo entendimento à obediência da Palavra de Deus, nosso Pai.

A criança desmamada nos braços da mãe é o exemplo bíblico do descanso em Deus.


2)-Esperar no Senhor é uma fonte de energia
Isaías 40.31 - mas os que esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.

Esperar em Deus significa muito mais do que uma oração de trinta segundos ao se levantar e ao deitar. Há um achegar-se a Deus, um bater às portas do céu, um suplicar para receber suas promessas, bem como a possibilidade de dialogar com Jesus, esquecendo-se de si mesmo e dando as costas a todas as preocupações terrenas; uma determinação firme de nunca abandonar essa atitude, o que coloca todas as riquezas, poderes e amor celestiais a disposição do homem insignificante. Assim ele exclama e triunfa, enquanto todos os outros tremem, falham e caem, tornando-se mais do que vencedor, em face da própria morte e do inferno.

É no ardor de ocasiões assim, de espera em Deus, que toda alma superior recebe sabedoria e forças, deixando todos ao seu redor surpresos. Eles também poderiam ter sido grandes aos olhos do Senhor, se esperassem somente em Deus e fossem verdadeiros, em lugar de ficarem confusos e procurarem este ou aquele homem em busca de auxilio quando chegam as provações.



3)-Quem espera no Senhor aprende a ter um coração humilde e quebrantado
Salmos
40.1   [Ao mestre de canto. Salmo de Davi] Esperei confiantemente pelo SENHOR; ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro.

40.2   Tirou-me de um poço de perdição, de um tremedal de lama; colocou-me os pés sobre uma rocha e me firmou os passos.

40.3   E me pôs nos lábios um novo cântico, um hino de louvor ao nosso Deus; muitos verão essas coisas, temerão e confiarão no SENHOR.

Quando você anda com Deus, aprende a confiar sabendo que Ele sempre ouve a sua voz, seu clamor por socorro. Os que não andam com Jesus jamais conseguirão colocar nEle sua confiança. Davi muitas vezes repetiu seu testemunho e suas musicas eram hinos de testemunhos à fidelidade do seu Deus.


São inúmeras vezes em que precisamos ter nossos passos firmados pelo Senhor. Como Davi, precisamos ser humildes e nos apresentar ao Senhor como aqueles que precisam desesperadamente da sua potente mão, devido à nossa natureza de pó!

Fala sobre os nossos fracassos e a nossa disposição em entregá-los a Jesus. Ninguem está isento de nada nesta vida. Jesus nos deu a oportunidade de sermos verdadeiros, sem máscaras, sem tentar nos proteger por trás de uma fachada que sabemos ser falsa.


Conclusão/Desafio
O segredo de todas as derrotas e de todo o sucesso verdadeiro está na atitude da alma em seu andar secreto com Deus. Aquele que espera corajosamente em Deus sairá vitorioso. Não pode falhar, de modo algum. Pode ser que aos olhos dos outros dê a impressão de ter fracassado, mas no final terão provas daquilo que ele já sabia durante todo o tempo: que Deus estava com ele, trabalhando em seu intimo, apesar de todas as aparências, tornando-o próspero. Saiba então que toda derrota tem inicio em secreto, em na esperar até que Deus nos encha com sua sabedoria e seu poder, inflamando-nos de amor.

Jesus revela estas palavras: Mateus 6.6   Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.


sexta-feira, 12 de outubro de 2012

coisas mundanas

Cancelei Facebook.

Dá mais tristeza do que alegria ver tanto mundanismo. Tantos crentes sem falar de Cristo; perfis editados das pessoas mostrando um décimo da parte do que é.

Covardes que escrevem e fofocam sem coragem de falar ao vivo... etc.

Dediquemos esse tempo fora da agenda para orar.

shalom.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Vejam essa!


Inaugurada nos EUA a primeira igreja dedicada à Apple

Publicado impagavelmente no Sensacionalista
O culto aos produtos da Apple, para alguns, beira a religião. E agora se transformou mesmo em seita. Foi inaugurada ontem a primeira igreja dedicada à Apple do mundo. A iChurch, em Cupertino, tem o objetivo de cultuar a perfeição. Seu messias é Steve Jobs, o fundador da empresa, morto em outubro do ano passado. A iChurch diz que quando os fieis morrerem eles vão para o iCloud.
A igreja, que tem um amplo vitral de Jobs atrás do púlpito, promete inovar. Em vez de Bíblia, os fiéis acompanharão o culto usando Ipads. A Bíblia, em si, é a Biografia de Jobs escrita pelo jornalista Albert Isaacson. Em vez de um sistema de som que transmite as músicas do coral, o áudio é baixado previamente para os iPhones dos participantes. Em breve a igreja vai lançar um aplicativo onde os fiéis poderão baixar a homilia das missas. A notícia foi publicada no Mercry News, site de Cupertino.
O fundador da igreja é o americano Joseph Wright, de 36 anos. “Existem sérias evidências de que Jobs seja a reencarnação de Jesus Cristo. Não é à toa que ele escolheu a maçã como símbolo da Apple. Logo a maçã, que foi o símbolo da nossa decadência, agora nos leva ao paraíso”, disse ele. Para Joseph, os Ipads remetem às tábuas dos 10 mandamentos de Moisés. “Perceba que o Ipad é a tabuleta da era moderna. Os sinais estão por toda a parte. Só não acredita quem não quer”, disse ele.
E, se Jobs é Jesus, quem seria o diabo? “A Samsung”, responde Joseph, se benzendo.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Incondicionalmente


Por tempos andei pensando no que se referia essa Palavra bíblica: “Quem nos separará do amor de Cristo?”  
O segredo fundamental de Jesus em relação a seus discípulos era seu respeito soberano pela dignidade deles. Eram pessoas, não brinquedos, funções ou ocasiões  para compensação pessoal. No relato que Lucas faz da Paixão,  ele observa que após a terceira negação de Pedro, Jesus, o Senhor, “voltou-se e olhou diretamente para Pedro..”. Naquele olhar, desvendou-se a realidade do reconhecimento. Pedro sabia que nenhum homem jamais o havia amado, nem nenhuma mulher jamais o amaria como Jesus. O Homem que ele havia confessado como o Cristo, o Filho do Deus vivo, olhou em seus olhos, viu ali o terror a transparecer, observou-o representar o drama do seu vício – o desejo doentio por segurança – e ainda assim o amou. O amor de Jesus por Pedro residia na aceitação completa e incondicional dele. Nós que tão automaticamente colocamos condições ao nosso amor (Se você me amasse de verdade, você...), deixamos de perceber que nosso amor é na verdade uma troca – não um amor incondicional. Agarramo-nos a um de nossos vícios para concluir a frase. A realidade precisa andar segundo as nossas expectativas!

Por isso, quando O negamos por causa das tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor, nada nos separa do Seu amor, porque não se baseia em nossa humanidade, mas na sua essência, que é poder e amor incondicional.

O amor, o cuidado e a fidelidade presentes em Jesus Cristo sempre estarão presentes, acima de qualquer circunstância. 

terça-feira, 31 de julho de 2012

Vale a Pena

Super 307 - Sorte - você pode controlar a sua Todo mundo tem sorte e azar. Mas a ciência já sabe que isso não acontece por acaso - e que, sim, é possível aumentar suas chances na vida.Recebi a Superinteressante de Agosto.
Excelente a matéria sobre a Sorte. Vale a pena você adquirir.


Shalom

quarta-feira, 18 de julho de 2012

A nova vida



2 Coríntios

5.17   Quem está unido com Cristo é uma nova pessoa; acabou-se o que era velho, e já chegou o que é novo

Para Paulo, nova criação significa total renovação do eu interior, mudança de mente e coração. Significava muito mais que a união passiva alcançada no batismo nas águas. Estar “em Cristo”, significa ter em você a mente de Cristo Jesus, pensar como Ele pensou, ter os ideais que Ele tinha, pulsar com os desejos que enchiam o coração de Cristo, substituir todas as suas ações naturais diante das pessoas, dos acontecimentos e das circunstancias pela reação de Jesus Cristo. 

Em suma, uma vida cristocentrica significa morar no coração de Jesus, compartilhar seus gostos e aversões, ter os mesmos interesses, afetos e atitudes, ser motivado em tudo por sua compaixão amorosa. Significa tornar os padrões habituais de pensamento de Jesus tão completamente seus que de verdade “não mais vivo eu, mas Cristo vive em mim”.


sábado, 7 de julho de 2012

Para viver!

Cântico dos Cânticos

7.12   Levantemo-nos cedo de manhã para ir às vinhas; vejamos se florescem as vides, se se abre a flor, se já brotam as romeiras; dar-te-ei ali o meu amor.



Todas as manhãs nosso Pai tem uma sacola de suprimento de força para viver para cada um de nós. Precisamos visitá-lo para receber!


Shalom.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Piratuba

Olha a Família em Piratuba, SC. Água quente é bom!!


quarta-feira, 27 de junho de 2012

A perfeição de uma igreja imperfeita


Colossenses 1.18-22 - Ele é a cabeça do corpo, da igreja. Ele é o princípio, o - primogênito de entre os mortos, para em todas as coisas ter a primazia, agora, porém, vos reconciliou no corpo da sua carne, mediante a sua morte, para apresentar-vos perante ele santos, inculpáveis e irrepreensíveis,

John Stott dizia: “Na atualidade muitos cristãos evangélicos não hesitam em ceder a tendência patológica que temos de fragmentar-nos. Para tanto nos refugiamos em nossas convicções sobre a unidade invisível da igreja, como se um manifestação visível não importasse. E o resultado disso é que o diabo acaba tendo o maior sucesso na velha estratégia de “dividir e conquistar”.

A igreja é perfeita. Ela é uma comunidade dos salvos pela graça. Quando não temos essa compreensão, ficamos graves de uma doença chamada eclesiopatia, aquela em que a pessoa se afasta e adoece da comunhão da igreja pela falta de compreensão sobre a funcionalidade da igreja.
Em primeiro lugar, a igreja é perfeita porque a constituição da sua gente é milagrosa. Todos se reúnem em torno de um nome para a adoração. Como podemos nos reunir em torno de uma pessoa que não vemos, ajudamos na propagação de um evangelho escrito num livro e cremos que vivemos um estilo de vida que cremos só ter quem nasceu de novo, espiritualmente. Isto é o milagre da fé.
E em segundo lugar, a igreja é perfeita porque se apóia na imperfeição dos seus membros para a própria perfeição. Ela é a ante sala do céu, onde nos preparamos e exercemos dons espirituais em nome do Senhor da Igreja, Jesus. Ali também nossa alma é tratada.
Comprometer-se com uma igreja local é o resultado natural na pessoa do que Jesus Cristo fez na sua vida. Se você não tem interesse em se comprometer verdadeiramente com um grupo de cristãos que ensinam a Bíblia e crêem no evangelho, deve perguntar a si mesmo se de fato pertence ao Corpo de Cristo.
Vejamos o que A Bíblia diz em Hebreus 10.23-27:
 Guardemos firmemente a esperança da fé que professamos, pois podemos confiar que Deus cumprirá as suas promessas. Pensemos uns nos outros a fim de ajudarmos todos a terem mais amor e a fazerem o bem. Não abandonemos, como alguns estão fazendo, o costume de assistir às nossas reuniões. Pelo contrário, animemos uns aos outros e ainda mais agora que vocês vêem que o dia está chegando. Pois, se continuarmos a pecar de propósito, depois de conhecer a verdade, já não há mais sacrifício que possa tirar os nossos pecados. Pelo contrário, resta apenas o medo do que acontecerá: medo do Julgamento e do fogo violento que destruirá os que são contra Deus.

Quando nos reunimos para adorar a Deus, exercitar o amor e praticar as boas obras uns para com os outros, demonstramos na vida real que Deus faz parte da nossa vida e nos reconciliou consigo. Demonstramos ao mundo que fomos mudados, não porque oramos antes das refeições, devolvemos o dízimo e ouvimos musicas evangélicas, mas sim porque mostramos de maneira crescente uma disposição de suportar, perdoar e amar um grupo de pecadores semelhantes a nós. Não podemos demonstrar o fruto do Espírito vivendo isoladamente. Suportar os outros nos ajuda a crescer e amadurecer.
Precisamos entender que é exatamente ali – no meio de um grupo de pessoas difíceis, mas que estão comprometidos com a obra do Espírito para serem aperfeiçoados – que o evangelho é demonstrado. A igreja dá uma apresentação concreta de Jesus Cristo quando perdoamos uns aos outros diariamente e quando entregamos nossas vidas uns pelos outros como Cristo fez por nós.
Muitas vezes ouvimos cristãos falando a respeito dos seus diferentes dons espirituais. Mas com que freqüência consideramos o fato de que Deus nos deu os dons exatamente para serem usados em reações ao pecado dos outros irmãos/as da igreja? O meu pecado dá oportunidade de você exercer seus dons.
O evangelho não consiste em duas pessoas olharem uma para a outra, mas sim, olharem na mesma direção.

Hebreus
12.2: Conservemos os nossos olhos fixos em Jesus, pois é por meio dele que a nossa fé começa, e é ele quem a aperfeiçoa. Ele não deixou que a cruz fizesse com que ele desistisse. Pelo contrário, por causa da alegria que lhe foi prometida, ele não se importou com a humilhação de morrer na cruz e agora está sentado do lado direito do trono de Deus.
O pensamento de Deus é o de ter um povo na terra no qual, e no meio do qual, Cristo é tudo em todos. Esta é a igreja. Temos que revisar nossas idéias. No pensamento de Deus a igreja começa e termina com isto – a absoluta supremacia do Senhor Jesus Cristo. E o que Deus está sempre buscando é juntar aqueles de Seu povo que mais completamente concretizarão este pensamento dele, e serão para Ele a satisfação de Seu próprio desejo eterno: o Senhor Jesus em todas as coisas tendo a preeminência e sendo tudo em todos. Ele ignora a grande instituição, a assim chamada “Igreja”, e está com aqueles que em si mesmos são de um humilde e contrito espírito e que tremem diante de Sua palavra, e nos quais o Senhor Jesus é o único objeto de reverência e adoração. Estes satisfazem o coração de Deus. Estes, para Ele, são a resposta à Sua eterna busca.
Que o Senhor nos conserve firmes no alvo.

Pr. Fábio Alcântara
*Se você quiser entender melhor o que significa “completar no meu corpo o que resta das aflições de Cristo”, sugiro fortemente a pregação de John Piper – You Will Suffer – disponível legendado em:http://www.youtube.com/watch?v=ruJNvu3_nDo

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Orações Atendidas


Texto Bíblico:
Lucas

11.5   Disse-lhes ainda Jesus: Qual dentre vós, tendo um amigo, e este for procurá-lo à meia-noite e lhe disser: Amigo, empresta-me três pães,

11.6   pois um meu amigo, chegando de viagem, procurou-me, e eu nada tenho que lhe oferecer.

11.7   E o outro lhe responda lá de dentro, dizendo: Não me importunes; a porta já está fechada, e os meus filhos comigo também já estão deitados. Não posso levantar-me para tos dar;

11.8   digo-vos que, se não se levantar para dar-lhos por ser seu amigo, todavia, o fará por causa da importunação e lhe dará tudo o de que tiver necessidade.

11.9   Por isso, vos digo: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á.

11.10   Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e a quem bate, abrir-se-lhe-á.

11.11   Qual dentre vós é o pai que, se o filho lhe pedir [pão, lhe dará uma pedra? Ou se pedir] um peixe, lhe dará em lugar de peixe uma cobra?

11.12   Ou, se lhe pedir um ovo lhe dará um escorpião?

11.13   Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais o Pai celestial dará o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?

Lucas


Almeida Revista e Atualizada  22.45   Levantando-se da oração, foi ter com os discípulos, e os achou dormindo de tristeza,
Almeida Revista e Corrigida  22.45   E, levantando-se da oração, foi ter com os seus discípulos e achou-os dormindo de tristeza.
Nova Tradução na Linguagem de Hoje  22.45   Depois de orar, ele se levantou, voltou para o lugar onde os discípulos estavam e os encontrou dormindo, pois a tristeza deles era muito grande.

Almeida Revista e Atualizada  22.46   e disse-lhes: Por que estais dormindo? Levantai-vos e orai, para que não entreis em tentação.
Almeida Revista e Corrigida  22.46   E disse-lhes: Por que estais dormindo? Levantai-vos, e orai para que não entreis em tentação.
Nova Tradução na Linguagem de Hoje  22.46   E disse: — Por que vocês estão dormindo? Levantem-se e orem para que não sejam tentados.

Para Meditar:
A oração produz resultados psicológicos (paz de espírito, tranqüilidade), espirituais (maior sentido para a vida), e concretos (atendimento real do pedido feito). Elben M.L. Cesar

Introdução
Uma das nossas maiores lutas é uma oração não respondida. Talvez você passe pelo mesmo. Você pede a Deus que resgate um amigo do vício, conceda salvação a um ente querido, que cure uma doença de alguém ou que restaure um relacionamento. Você pode orar por anos, mas não recebe nenhuma resposta dele e não vê nenhum resultado.
Você lembra que o Senhor é poderoso, que seu pedido é algo bom. Você suplica e espera. Você duvida e pensa que Ele não te ouve ou talvez não seja tão poderoso no fim das contas. Você desiste de pedir, por dias ou meses e se sente culpado por duvidar. Mas lembra-se de que Deus quer que você leve suas necessidades a Ele e novamente lhe fala sobre seus pedidos.

Desenvolvimento
Podemos algumas vezes nos sentir como o amigo persistente na parábola do texto que lemos. Ele continua voltando a bater à porta incomodando e tentando para que ele ceda. Mas sabemos que Deus é mais gentil e mais poderoso. Confiamos nele, porque Ele é bom, sábio e soberano. Lembramo-nos de que Jesus disse que nós devemos “...orar sempre, sem esmorecer” (v. 1).
Para o cristão ainda indeciso quanto ao valor da oração, algumas passagens bíblicas podem ajudar a mudar de idéia e dedicar-se a esta prática. Quando o jovem Salomão foi a Gibeão para oferecer sacrifícios ao Senhor, logo após ter subido ao trono de Israel, este lhe perguntou: 1 Reis 3.5   Em Gibeão, apareceu o SENHOR a Salomão, de noite, em sonhos. Disse-lhe Deus: Pede-me o que queres que eu te dê. Era Deus abrindo a porta da oração. Salomão não perdeu tempo e pediu sabedoria suficiente para governar o povo de maneira justa e bem sucedida.

A oração não foi inventada pelo ser humano. A iniciativa da oração é de Deus. É isso que Jesus ensina no sermão do monte:
Mateus 7.7   Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. 7.8   Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e, a quem bate, abrir-se-lhe-á.


1)- Deus já sabe o que precisamos
Mateus 6.8   Não vos assemelheis, pois, a eles; porque Deus, o vosso Pai, sabe o de que tendes necessidade, antes que lho peçais.
Se ele já sabe o que precisamos, por quê temos que pedir?
Deus não age na vida de quem precisa, mas na vida de quem espera. Muitos precisam de milagres mas poucos são os que esperam de fato. Quando você entrega sua vida a Jesus, sua condição muda, pois agora você é filho/a. o Pai sabe o que o filho precisa e o filho pede.
Nosso Pai não trabalha sozinho, mas sempre começa a agir quando tomamos a iniciativa da fé. As mãos erguidas de Moisés significa que o céu e a terra trabalham juntos.

Êxodo
17.8   Então, veio Amaleque e pelejou contra Israel em Refidim.

17.9   Com isso, ordenou Moisés a Josué: Escolhe-nos homens, e sai, e peleja contra Amaleque; amanhã, estarei eu no cimo do outeiro, e o bordão de Deus estará na minha mão.

17.10   Fez Josué como Moisés lhe dissera e pelejou contra Amaleque; Moisés, porém, Arão e Hur subiram ao cimo do outeiro.

17.11   Quando Moisés levantava a mão, Israel prevalecia; quando, porém, ele abaixava a mão, prevalecia Amaleque.

Entendemos o texto da Palavra quando Jesus explica o texto de Êxodo que lemos:

Mateus
16.19   Dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares na terra terá sido ligado nos céus; e o que desligares na terra terá sido desligado nos céus.

18.18   Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra terá sido ligado nos céus, e tudo o que desligardes na terra terá sido desligado nos céus.

O pai sempre atende. Assim também é com nosso Deus. Saiba que Ele espera sua oração para responder. Você crê nisso? Faça a prova.
Você tem ligado suas orações com o céu?

2)- Ele pode fazer mais do que pedimos
Efésios 3.20   Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós,

Quando oramos, somos surpreendidos com a resposta de Deus. Ela vem acompanhada de surpresas inesperadas. Sempre recebemos mais do que pedimos. Sabe por quê? Porque Deus deseja que você saiba e experimente sua presença. Ele é vivo e atuante e quem anda com Ele percebe isso. Quando Ele responde mais do que esperamos vemos a força do seu poder e sua riqueza. Alguém rico nunca dá somente o que você pede; sempre vem mais do que o esperado. Portanto se você orar com fé, espere uma gorjeta generosa!

3)- Unidos com Jesus, receberemos tudo o que pedimos
João 15.7   Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito. (ACONTECERÁ PARA VÓS, Gr)

Você guarda a Palavra? Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós: Isto tem o sentido de “a palavra de Jesus tem sido fresca na tua vida? Você tem andado em comunhão com a Igreja e lido a Bíblia para ter fé? Essas pessoas sempre recebem tudo o que pedem!
A Bíblia diz que as orações respondidas são para os íntimos. Aqueles que andam na Sua palavra tem mobilidade para orar. Estão sempre confiantes de que seu Pai celestial está presente com Sua provisão diária. Não temem nem se abalam, pois sabem que tudo o que pede o Pai responde, pois o mesmo Espírito está presente nas duas pessoas.

Conclusão
Nosso recurso é a oração. Não deixe de lado essa fonte de fé. Busque e será atendido/a pois o prazer de Deus é atender a oração dos seus filhos/as. O que você está precisando hoje? Vamos orar agora?

Pr. Fábio Alcântara