quinta-feira, 30 de julho de 2009

O Fermento dos Fariseus


Texto Bíblico:
Mateus
16.5 Ora, tendo os discípulos passado para o outro lado, esqueceram-se de levar pão.
16.6 E Jesus lhes disse: Vede e acautelai-vos do fermento dos fariseus e dos saduceus.
16.7 Eles, porém, discorriam entre si, dizendo: É porque não trouxemos pão.
16.8 Percebendo-o Jesus, disse: Por que discorreis entre vós, homens de pequena fé, sobre o não terdes pão?
16.9 Não compreendeis ainda, nem vos lembrais dos cinco pães para cinco mil homens e de quantos cestos tomastes?
16.10 Nem dos sete pães para os quatro mil e de quantos cestos tomastes?
16.11 Como não compreendeis que não vos falei a respeito de pães? E sim: acautelai-vos do fermento dos fariseus e dos saduceus.
16.12 Então, entenderam que não lhes dissera que se acautelassem do fermento de pães, mas da doutrina dos fariseus e dos saduceus.


Muitas vezes nossa fé e caminhada com Deus parece andar como um relcionamento com aquele colega de trabalho no qual não temos nem vontade de falar com ele por falta de intimidade e assunto. Nossa vida se torna enfadonha e sem motivação.

Temos que tomar muito cuidado para não deixar a amizade com Deus esfriar. Tomar todos os cuidados necessários para que a salvação da nossa alma seja preservada.
Os fariseus eram um grupo de religiosos que andavam lendo as escrituras por tradição e que não conheciam de fato a Deus. Achavam que seguir Sua lei era o suficiente porque era o mais próximo que podiam chegar de Deus. Mas quem anda assim está muito próximo de acabar no poço da infelicidade, porque deixou a alma esfriar em relação a Deus.

1)- Devemos tomar cuidado para não nos tornarmos religiosos sem intimidade com o Pai.
16.6 E Jesus lhes disse: Vede e acautelai-vos do fermento dos fariseus e dos saduceus.

Os fariseus eram conhecidos por ensinar a palavra de Deus, de ouvir, mas não praticar a comunhão com Deus.
Deus não deseja que sejamos crentes cabeçudos, que racionalizam, duvidam e não põe em prática Sua palavra.

Precisamos unir o conhecimento à prática. Ler e meditar na Palavra, orar e desenvolver amizade com nosso Pai. Ir às reuniões da Igreja para juntos esquentarmos o braseiro e termos uma vida feliz e tranqüila.

O mundo está cheio de religiosos. Vivemos na era do conhecimento, do estudar, das atividades, que tiram nossa intimidade com o Pai.

Ficamos agoniados, perplexos, desesperados? É porque não há intimidade com Deus.


2)-Devemos creditar cada milagre aos cuidados do nosso Pai.
16.8 Percebendo-o Jesus, disse: Por que discorreis entre vós, homens de pequena fé, sobre o não terdes pão?
16.9 Não compreendeis ainda, nem vos lembrais dos cinco pães para cinco mil homens e de quantos cestos tomastes?
16.10 Nem dos sete pães para os quatro mil e de quantos cestos tomastes?

Aquelas pessoas haviam recebido milagres há pouco tempo:
- viram cinco pães alimentarem cinco mil homens;
- viram sete pães alimentarem quatro mil homens;
E acharam que tudo isto viera da habilidade dos padeiros!

Uma pessoa que anda longe de Deus não dá mais os créditos devidos a Deus. Se esquecem rapidamente do que já receberam e os novos milagres se tornam obras do acaso.
O religioso como os fariseus, por falta de intimidade e comunhão com Jesus não reconhece o que é feito em seu benefíciio. Acha que o bem estar que têm são produtos da sua própria inteligência, força e sabedoria.

Lembram-se da história que Jesus contou acerca dos dez leprosos?

Lucas
17.12 Ao entrar numa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez leprosos,
17.13 que ficaram de longe e lhe gritaram, dizendo: Jesus, Mestre, compadece-te de nós!
17.14 Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles, foram purificados.
17.15 Um dos dez, vendo que fora curado, voltou, dando glória a Deus em alta voz,
17.16 e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-lhe; e este era samaritano.
17.17 Então, Jesus lhe perguntou: Não eram dez os que foram curados? Onde estão os nove?
17.18 Não houve, porventura, quem voltasse para dar glória a Deus, senão este estrangeiro?

“Estrangeiro”, significa que Deus está passando para outra pessoa a alegria da fé que perdemos. Muitos crentes estão como os nove leprosos religiosos, “da casa”.

A pessoa que não ora, busca a Deus, se esquece facilmente de tudo o que Deus fez na sua vida.


3)-Devemos tomar cuidado para não deixar nossa fé enfraquecer
16.12 Então, entenderam que não lhes dissera que se acautelassem do fermento de pães, mas da doutrina dos fariseus e dos saduceus.

NTLH
Então os discípulos entenderam que ele não estava dizendo que tivessem cuidado com o fermento usado no pão, mas com os ensinamentos dos fariseus e dos saduceus.

Os fariseus deixaram a oração e intimidade com Deus pelo estudo,e pelo trabalho e pelo contato com pessoas sem fé, que acabou os influenciado . Se tornaram bom freqüentadores das igrejas, mas passaram a viver uma fé mundana. SANSÃO tinha uma fé mundana!

Muita gente jamais influencia, mas é influenciada o tempo todo!

Phillip Yancey afirmou: o mundo é grande demais e cheio de tormentos. A menos que reconheçamos nossos limites e nos sujeitemos aos preceitos de Deus, a menos que confiemos no doador de toda boa dádiva (Tg 1.17), acabaremos em desespero.

Lute, peça ao Espírito Santo para te livrar de toda religiosidade para ter uma vida feliz. Se você está frio, ore e tenha um renovo Espiritual para ter uma vida feliz e tranqüila, aguardando a manifestação da glória de Deus.

Levantemos um clamor por renovo espiritual.

domingo, 26 de julho de 2009

Onde Deus está?

Na verdade, onde Ele não está? O Salmo 130 diz Senhor, Tu me sondas e me conheces...o meu sentar e o meu levantar...Para onde me irei do teu Espirito?
Na minha casa, no meu trabalho, na minha vida,
Nas minhas dificuldades, nas minhas alegrias...
Ao contrário da pregação triunfalista, tóxico; dos milagres que não são mais milagres, de tão comuns que estão, Deus está conosco em todas as circunstâncias da nossa vida.
Basta para um crente saber: Deus-Emanuel está comigo; Jesus vive e me fortalece em todos os caminhos desta vida!
Shalom!

sexta-feira, 24 de julho de 2009

O Mistério do Suprimento


Nesta semana você foi surpreendido por Deus na provisão de alguma área da sua vida?
A Bíblia fala de cristãos que foram surpreendidos.

Texto Bíblico:
Lucas 10.1-11, 22.35 / Mateus 6.25-34

Vivemos no tempo das preocupações excessivas. Muita gente ganha dinheiro ensinando as pessoas a viver mais tranqüilas. A Bíblia ensina que as preocupações de nada adiantam. É semelhante a uma cadeira de balanço: vai pra frente e pra trás sem sair do lugar. Além do mais, a maioria dos nossos temores jamais se concretizam de fato.

No texto que lemos Jesus começa a ensinar seus discípulos em uma matéria fundamental para suas vidas: o da provisão diária. Jesus tinha experiência nisso e sabia que grande parte da missão que ele estava dando a eles passava pela difícil área da preocupação com os detalhes desta vida. Portanto seus discípulos deveriam aprender a andar confiantes na Sua palavra.

Para o nosso descanso, a Palavra nos ensina:

1)- A confiar emJesus, pois é chegado a nós o Reino - Lucas 10. 4,9,11,17

Antes andávamos perdidos, jogados como ovelhas que não tem pastor. Mas agora nos é chegado o Reino porque a presença de Jesus está conosco, fortalecendo e animando-nos em todo o tempo. A sua presença é completamente identificada conosco (Hb 4.15), ou seja, por ter se tornado homem (vindo a este mundo), compreende nossas dificuldades e alegrias.
Nosso Senhor deseja nos tornar homens e mulheres confiantes, descansados. O texto nos conta a história dos discípulos de Jesus, 70 homens que foram trabalhar confiando somente na Palavra do seu Mestre.
O resultado que os discípulos tiveram foi maravilhoso. Todos eles voltaram contentes com a fé fortalecida, porque ousaram confiar na palavra do Senhor Jesus. E Todos eles voltaram testemunhando do cuidado de Deus para com eles (Cap. 22.35).
Quando reconhecemos os milagres de Deus, há gratidão, pois aprendemos a viver sob a direção do Espírito Santo que nos auxilia em todos os detalhes da nossa vida.

Para o nosso descanso, a Palavra ainda nos ensina:

2)- A andar como filhos e não como ímpios – Mateus 6.25-34

Os confiantes são os filhos (v. 30)
A Bíblia afirma que os filhos podem ter segurança, pois nada falta aos que andam pela fé, orando e crendo na fidelidade de Deus. Jesus nos ensina a ter confiança, a nos desligar do excesso de bagagem das preocupações e confiar na provisão divina.

Quem são os preocupados? Os filhos deste mundo(v 32).
Não podemos jamais nos assemelhar aos ímpios. Eles se desesperam e são acometidos por desgraças constantemente e não tem ninguém para ser socorridos nos momentos oportunos.

3)- O que Jesus quer nos ensinar com tudo isto?
O Senhor Jesus enviou aqueles 70 homens para ensinar seus discípulos a andar descansados, crendo na sua provisão divina. Portanto, podemos:

- Viver feliz a Cada Dia.
- Confiar no suprimento Divino.
- Fortalecer a nossa fé. Ouse confiar!
- Colocar um forte testemunho na nossa boca: “nada, disseram eles!” (Lucas 22.35)


Deus deseja surpreender você, assim que colocar a fé em prática. Deseje ardentemente ser surpreendido pelo seu caderno de oração!
Mary Welch, autora do livro Mais que Passarinhos, afirmou: “Se pertencemos a Ele, as nossas necessidades não pertencem a nós, mas a Ele. Da mesma forma, nossos recursos e talentos não são nossos, mas Seus. Nossa necessidade é sua necessidade de realizar seus propósitos através de nós; e o que possuímos pertence a ele para ser usado a favor de nós e de outros, para que sejamos o tipo de pessoa através da qual ele possa alcançar Seus próprios alvos”.

Shalom.

Ser pessoa de conversa agradável e saborosa


A munição das pessoas inteligentes é a erudição sedutora, ou seja, um saber prático de todas as coisas comuns, masis inclinao ao saboroso e elevado que ao vulgar.
É conveniente ter uma boa reserva de frases engenhosas e de comportamento galantes, sabendo emprega-los no momento adequado, pois, às vezes, é melhor o conselho contido em uma piada que o mais precioso ensinamento. Para alguns, a arte de conversar e a sabedoria no trato social têm sido mais valiosas que todos os conhecimentos acadêmicos.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Não começar com muita expectativa

Sem cinismo, mas para meditar

É comum ver que tudo aquilo que recebe muitos elogios antes de acontecer não acontecerá depois o sucesso esperado. O real nunca pode alcançar o imaginado, porque imaginar a perfeição é fácil, mas atingi-la é muito difícil. O casamento da imaginação com o desejo concebe as coisas muito melhores do que elas são. A excelência – por maior que seja – não é suficiente para satisfazer a idéia inicial. Por isso, ao criar uma expectativa exorbitante, causa-se mais decepção que admiração.
A esperança é uma grande falsificadora da verdad. A sensatez deve refreá-la, procurando que o gozo do real supere o desejo do imaginário. Os inícios honrados servem para despertar a curiosidade e não para comprometer a tentativa final. O resultado é melhor quando a realidade supera ol que se pensou. Esta regra não vale para coisas ruins. Quando se exagera um mal e a realidade desmente a imaginação, o que a princípio parecia muito ruim chega a ser tolerável.


_

terça-feira, 14 de julho de 2009

Não deixe o sucesso subir à cabeça

Diz a história que, todas as vezes que os imperadores romanos voltavam à Roma de suas batalhas em triunfo, ao lado deles, na biga, seguia um sacerdote sussurrando para eles “Lembra-te de que és mortal”, enquanto o imperador seguia sendo aclamado pelo povo. Faz falta em nossos dias uma figura como a do sacerdote, já que certas pessoas, diante do sucesso ou de uma conquista profissional, se esquecem disso. Ser humilde, creditar o sucesso ao trabalho de toda a equipe, perceber que a importância é do cargo e que a grandeza é da empresa são qualidades que todo o líder elegante deveria cultivar. Mas, ao contrário, parece que algumas pessoas tiram os pés do chão e... o sucesso lhes sobe à cabeça. Nem sempre aquele que lhe adula e lhe bajula quer o seu bem, ou gosta de você. Na maior parte das vezes, o bajulador faz um desserviço e, por causa de um sem-número de pessoas bajuladoras, é que os desavisados perdem a noção da realidade e acreditam ser melhores do que os melhores: aqueles que lhe afagam sem critério não necessariamente são aqueles que gostam mais de você — “Lembra-te de que és mortal!”.

Não deixe o sucesso subir à cabeça. Cresça com as críticasJá citei aqui algumas vezes aqueles profissionais que, diante da demissão ou da aposentadoria, sofrem problemas de autoestima e acabam por se deprimir — eles são aqueles que achavam que eram muito importantes: a importância é da sua grande empresa e do cargo que você ocupava: “lembra-te de que és mortal!”.
Saiba ter sucesso com critério, jamais permita que o sucesso lhe suba à cabeça. Siga sendo grato a seus pares, saiba ouvir críticas, crescer e mudar com elas. Se você, a exemplo dos imperadores romanos, lembrar sempre da real medida das coisas e de sua real importância pessoal e profi ssional, seguirá em triunfo por este novo ano. A simplicidade e a humildade são atributos indispensáveis aos elegantes e aos líderes verdadeiros.

sábado, 11 de julho de 2009

Como era Paulo?


Vejam a foto mais parecida que foi divulgada sobre o Apóstolo Paulo, divulgada na Veja. VAle a pena ter uma idéia, não é?


Foi revelada a mais antiga imagem de São Paulo, um afresco do século IV encontrado durante as obras de restauração das catacumbas de Santa Tecla, a alguns quarteirões de distância da basílica. A pintura foi descoberta no teto de um pequeno aposento que esteve soterrado por séculos. A identificação do apóstolo foi imediata porque coincide com as características físicas descritas em textos dos primeiros cristãos, como a barba escura e fina na ponta, a calvície, o nariz grande e os olhos expressivos. Um afresco de São Pedro também foi encontrado, mas em muito pior estado de conservação.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

É melhor o intenso do que o extenso

Pérola de Sabedoria:
"A perfeição não está na quantidade, mas na qualidade. Tudo que é muito bom sempre foi pouco e raro: usar muito o bom é abusar. Entre os homens, os de corpo gigante costumam ter cérebro de anão. Alguns gostam dos livros por seu tamanho, como se fossem escritos para exercitar os braços mais que a inteligência. A quantidade sozinha nunca pôde ir além da mediocridade. É uma praga dos homens universais querer tudo entender, porque não se destacam em nada. O intenso produz excelência e, se o assunto for muito importante, fama".
Baltazar Gracian

Trilha de contradições

Li na Veja este artigo muito bom da Lya Luft. Compartilho com você:

"Convencidos de que pensar dói e de que mudar é negativo, tateamos sozinhos no escuro, manada confusa subindo a escada rolante pelo lado errado"

"Viver é subir uma escada rolante pelo lado que desce." Já escrevi sobre essa frase. Sim, repito alguns temas, que são parte do meu repertório, pois todo escritor, todo pintor, tem seus temas recorrentes. No alto dessa escada nos seduzem novidades e nos angustia o excesso de ofertas. Para baixo nos convocam a futilidade, o desalento ou o esquecimento nas drogas. Na dura obrigação de ser "felizes", embora ninguém saiba o que isso significa, nossos enganos nos dirigem com mão firme numa trilha de contradições.

Apregoa-se a liberdade, mas somos escravos de mil deveres. Oferecem-nos múltiplos bens, mas queremos mais. Em toda esquina novas atrações, e continuamos insatisfeitos. Desejamos permanência, e nos empenhamos em destruir. Nós nos consideramos modernos, mas sufocamos debaixo dos preconceitos, pois esta nossa sociedade, que se diz libertária, é um corredor com janelinhas de cela onde aprisionamos corpo e alma. A gente se imagina moderno, mas veste a camisa de força da ignorância e da alienação, na obrigação do "ter de": ter de ser bonito, rico, famoso, animadíssimo, ter de aparecer – que canseira.

Como ficcionista, meu trabalho é inventar histórias; como colunista, é observar a realidade, ver o que fazemos e como somos. A maior parte de nós nasce e morre sem pensar em nenhuma das questões de que falei acima, ou sem jamais ouvir falar nelas. Questionar dá trabalho, é sem graça, e não adianta nada, pensamos. Tudo parece se resumir em nascer, trabalhar, arcar com dívidas financeiras e emocionais, lutar para se enquadrar em modelos absurdos que nos são impostos. Às vezes, pode-se produzir algo de positivo, como uma lavoura, uma família, uma refeição, um negócio honesto, uma cura, um bem para a comunidade, um gesto amigo.

Mas cadê tempo e disposição, se o tumulto bate à nossa porta, os desastres se acumulam – a crise e as crises, pouca trégua e nenhuma misericórdia. Angústias da nossa contraditória cultura: nunca cozinhar foi tão chique, nunca houve tantas delícias, mas comer é proibido, pois engorda ou aumenta o colesterol. Nunca se falou tanto em sexo, mas estamos desinteressados, exaustos demais, com medo de doenças. O jeito seria parar e refletir, reformular algumas coisas, deletar outras – criar novas, também. Mas, nessa corrida, parar para pensar é um luxo, um susto, uma excentricidade, quando devia ser coisa cotidiana como o café e o pão. Para alguns, a maioria talvez, refletir dá melancolia, ficar quieto é como estar doente, é incômodo, é chato: "Parar para pensar? Nem pensar! Se fizer isso eu desmorono". Para que questionar a desordem e os males todos, para que sair da rotina e querer descobrir um sentido para a vida, até mesmo curtir o belo e o bom, que talvez existam? Pois, se for ilusão, a gente perdeu um precioso tempo com essa bobajada, e aí o ônibus passou, o bar fechou, a festa acabou, a mulher fugiu, o marido se matou, o filho... nem falar.

Então vamos ao nosso grande recurso: a bolsinha de medicamentos. A pílula para dormir e a outra para acordar, a pílula contra depressão (que nos tira a libido) e a outra para compensar isso (que nos rouba a naturalidade), e aquela que ninguém sabe para que serve, mas que todo mundo toma. Fingindo não estar nem aí, parecemos modernos e espertos, e queremos o máximo: que para alguns é enganar os outros; para estes, é grana e poder, beleza e prestígio; para aqueles, é delírio e esquecimento.

Para uns poucos, é realizar alguma coisa útil, ser honrado, apreciar a natureza, sentir o calor humano e partilhar afeto. Mas, em geral medicados, padronizados, desesperados, medíocres ou heroicos, amorosos ou perversos, nos achando o máximo ou nos sentindo um lixo, carregamos a mala da culpa e a mochila da ansiedade. Refletindo, veríamos que somos apenas humanos, e que nisso existe alguma grandeza. Mas, convencidos de que pensar dói e de que mudar é negativo, tateamos sozinhos no escuro, manada confusa subindo a escada rolante pelo lado errado.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Unidos em Oração


Texto Bíblico:
Mateus 16


A igreja que é a reunião dos santos de Deus foi estabelecida como o braço físico de Deus. É através dela que é dispensado todo o mistério de Deus. Não existe pedra solta no edifício de Deus, que é a Igreja. Muitos tentam substituí-la no seu individualismo deixando de congregar-se, mas fazendo isto, estarão fora do projeto de Deus.


Jesus é o fundador da Igreja. Ele é o fundamento, a Pedra angular na qual a somos edificados. Ao utilizar-se da figura de Pedro, ele se referiu a todos os que viriam a crer nele e desta forma dar poder para que a Igreja fosse indo após Ele abrindo caminho para a vinda do Reino operando milagres na vida das pessoas, respondendo orações e assim preparando corações para fazer parte dessa grande obra de Deus em Cristo.
Por isso somos chamados a orar. Jesus fazia milagres e dava o que o mundo não pode dar para que fossemos despertos para recebê-lo e ter a vida eterna. Então ele nos chama a orar para sermos plenamente realizados e chamar a atenção do mundo.

Por isso Jesus tem prazer em nos responder e nos ensina a orar como irmãos reunidos em seu nome.
Para ter resposta às orações, Jesus nos ensina:


1)- Ter Clareza de Fé – Quem é Jesus para nós?
Mateus
16.15 Mas vós, continuou ele, quem dizeis que eu sou?
16.16 Respondendo Simão Pedro, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.

Muitos tem uma definição de Deus. Discutir sobre isto é coisa inútil. O segredo é você ter clareza de quem é Jesus para você. Se ele for relevante na tua vida, então na ponta da língua estará a sua resposta de fé: Ele é o Cristo, filho do Deus vivo e meu senhor e salvador.
Existem crentes que nem sabem quem é Deus, nem Jesus e seu bendito Espírito consolador. Por desconhece-lo, estão sempre se lembrando da vida antiga e seus métodos de resolver os problemas.
São semelhantes ao povo hebreu que quando estavam em dificuldades, em primeiro lugar se lembravam do Egito. Noemi também era assim (Rute 1), ao invés de cuidar da nova vida na terra do seu remidor, queria voltar a Moabe. Antes de pensar no Egito, temos que voltar nossos olhos para o Senhor Jesus.


2)-Agir na autoridade que Jesus deu à Igreja de Deus
Mateus
16.17 Então, Jesus lhe afirmou: Bem-aventurado és, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelaram, mas meu Pai, que está nos céus.
16.18 Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.

Ser igreja de Deus é ter autoridade. Não falamos de denominação, embora cremos que é por ela que passa os trilhos do Reino de Deus, na qual todos precisamos prestar contas para crescer.
Temos a autoridade de Jesus quando nos reunimos em Seu nome e buscamos fazer a vontade do Pai. A obra é Dele e somos seus instrumentos. Portanto quem está no topo dessa sociedade celeste é o próprio Deus. É a organização mais poderosa que existe. A igreja pode transformar o mundo quando busca ser instrumento divino. Tudo no universo treme quando a Igreja dobra seus joelhos e levanta um clamor diante do Pai.
Jesus afirmou para irmos tranqüilos e valentes, pois AS PORTAS DO INFERNO NÃO PREVALECERIAM CONTRA ELA. Nada é mais poderoso como um santo de joelhos. Ele move o universo.

Josué fez o dia parar quando orou.
Js 10.13 E o sol se deteve, e a lua parou, até que o povo se vingou de seus inimigos. Isto não está escrito no livro de Jasher? O sol, pois, se deteve no meio do céu, e não se apressou a pôr-se, quase um dia inteiro.

Ezequias orou e teve o poder de duas bombas de Hiroshima para derrotar seus inimigos. (2 Reis 19.35)

Ouse orar. Você faz parte da grande Igreja de Deus.


3)- Orar Juntos, obtendo a promessa da resposta
Mateus
16.19 Dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares na terra terá sido ligado nos céus; e o que desligares na terra terá sido desligado nos céus.

Deus nos ensina a orar juntos. É um capricho de Deus para fortalecer a unidade dos santos. Ele sempre está nos estimulando a permanecer unidos em propósito para que mostremos ao mundo a força de ser igreja. Por isto Jesus falou acerca dos dois ou três:

Mateus
18.18 Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra terá sido ligado nos céus, e tudo o que desligardes na terra terá sido desligado nos céus.
18.19 Em verdade também vos digo que, se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem a respeito de qualquer coisa que, porventura, pedirem, ser-lhes-á concedida por meu Pai, que está nos céus.
18.20 Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles.

A oração em dois ou três, traz o poder do seu nome, a segurança da sua presença, pois ser igreja é isto: a reunião dos chamados para fora do mundo e dentro do Reino de Jesus.

O apóstolo Tiago também inclui a cura quando oramos juntos.
Tiago
5.16 Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.


Chame sua família para orar junta. Chame os irmãos e irmãs para orar junto. Haverá manifestação do milagre de Deus.

Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração; (Efésios 5 : 19)


Desafio

Apocalipse
8.1 Quando o Cordeiro abriu o sétimo selo, houve silêncio no céu cerca de meia hora.
8.2 Então, vi os sete anjos que se acham em pé diante de Deus, e lhes foram dadas sete trombetas.
8.3 Veio outro anjo e ficou de pé junto ao altar, com um incensário de ouro, e foi-lhe dado muito incenso para oferecê-lo com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro que se acha diante do trono;
8.4 e da mão do anjo subiu à presença de Deus a fumaça do incenso, com as orações dos santos.


Deus nos convida a orar. Você está sofrendo com lutas?
Você está empobrecido?
Sua família está destruída?
Satanás tem sapateado na sua vida?
Dê uma guinada e tome sua posição na vida da Igreja. Você verá sua realidade transformada pelo poder de Deus. Ele está disposto em responder suas orações para que sua alegria seja completa e para que o mundo creia.
Shalom.