sexta-feira, 10 de abril de 2009

Para Pensar a Cruz

Saiu no Bom dia Brasil, desta sexta feira. Leia e saiba o que a maioria dos brasileiros pensam sobre a Cruz.
A cidade que tem uma igreja para cada dia do ano também se orgulha de exibir outro grande símbolo da fé cristã. Olhando do alto, é fácil perceber o quanto ele se multiplica: nas torres, nos altares, nas ruas.

No peito, vai como identidade religiosa e amuleto de proteção. “Não tiro ele do corpo de jeito nenhum, nem para tomar banho. Por isso, ele é de corda. Eu me sinto mais segura, com certeza”, afirmou a aposentada Hilda Godoy.
Nem os mais famosos santos católicos recebem tanta devoção. Não há cristão que se mostre indiferente diante da cruz. “A gente lembra de presença de Deus”, explicou a pedagoga Carlos Duarte. “Quando eu vejo um cruz, dá um sentimento de tristeza, mas ao mesmo tempo um sentimento de fé”, disse a farmacêutica Cláudia Leite. “Para mim, a cruz representa a imagem do sofrimento e da dor”, declarou o Tenente Coronel Carlos Menezes, da Polícia Militar. A dor de quem suportou os espinhos,a s humilhações, o castigo dos bárbaros – a dor de quem doou a própria vida por amor. A cruz já existia antes da Era Cristã, era um dos instrumentos de tortura do sacrifício, usado na Roma Antiga para punir pessoas condenadas à morte.
O martírio de Jesus teria sido apenas mais um sem grandes repercussões, senão fosse Ele o filho de Deus que ressuscitou. Mas ao contrário do que muitos cristãos pensam: a cruz é símbolo de libertação, diz a teóloga Clarita Ribeiro. Ela também alerta que nos dias atuais a mensagem do sofrimento de Jesus é mais otimista. “Na cruz, o crucificado Jesus é o filho de Deus que está ali. Então, é o outro lado da moeda do amor. Deus é amor, a gente costuma dizer. Se Deus é amor, é aquele que se dá sem cessar. É um pai que entrega seu filho até às últimas consequências. E a última consequência foi a morte na cruz”, explicou.
Para a aposentada Joselita Oliveira, católica fervorosa, cruz é sinônimo de orações, promessas e conforto espiritual. “Quando eu rezo diante da cruz, eu sinto a presença de Jesus dentro de mim, quando eu tenho certeza de que ele está presente conosco. Isso é motivo de muita alegria”, contou a senhora. Os devotos da cruz ensinam: Sexta-Feira Santa é dia muita reflexão, mas não para se louvar a tristeza nem a derrota.

Nenhum comentário: