quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Ele é Suficiente para nós.

Texto Bíblico:
Mateus 14:22-33 - Mas Jesus imediatamente lhes disse: Tende bom ânimo! Sou eu. Não temais! —27


Algumas vezes somos afligidos pela vida. As esmagadoras ondas de desapontamento; dívidas sem fim, doenças ou problemas com pessoas, podem nos trazer desesperança, depressão ou desespero. Isso aconteceu com os discípulos de Jesus, e comigo também.

Encontramos na Bíblia momentos de muita insegurança na vida dos discípulos de Jesus. Eles ficavam atemorizados pelas mesmas circunstancias da vida que nós atualmente.
Por isso é importante saber que não importa o quão fortes somos, mas o quanto Jesus é.

O texto de Mateus nos ensina que:


1)- Ele nos envia com coragem para viver ainda que meio a tempestades
14.22 Logo a seguir, compeliu Jesus os discípulos a embarcar e passar adiante dele para o outro lado, enquanto ele despedia as multidões.
14.24 Entretanto, o barco já estava longe, a muitos estádios da terra, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário.

Para viver precisamos de coragem.
Quando Deus nos alcança, ele nos envia. Veja que não somos resguardados do mundo, mas enviados para viver com bom animo para vencer!


2)- Que Ele intercede por nós junto ao Pai
14.23 E, despedidas as multidões, subiu ao monte, a fim de orar sozinho. Em caindo a tarde, lá estava ele, só.

Oura maravilhosa característica de Jesus é que Ele intercede por nós. A palavra de Deus diz que Ele é nosso advogado, intercessor para nos guardar do mal. Jesus orou por nós os que creríamos (João 17). Ainda com os discípulos, num desses momentos de oração, ele intercedeu por Pedro.

Disse também o Senhor: Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo; (Lucas 22 : 31)

Portanto cremos que quando você confia em Jesus, Ele intercede por nós.


3)- Jesus sempre virá ao nosso encontro
14.25 Na quarta vigília da noite, foi Jesus ter com eles, andando por sobre o mar.
14.26 E os discípulos, ao verem-no andando sobre as águas, ficaram aterrados e exclamaram: É um fantasma! E, tomados de medo, gritaram.
14.27 Mas Jesus imediatamente lhes disse: Tende bom ânimo! Sou eu. Não temais!

Quando andamos com Jesus, vivemos na expectativa de que Ele sempre virá ao nosso encontro quando entrarmos em desespero. Foi assim com os discípulos e assim é conosco.
Ele não permite que sejamos tentados mais do que podemos suportar (1 Co 10.13). Não precisamos duvidar da presença constante do nosso mestre conosco.
Muito melhor é ouvir de Jesus: Tende bom ânimo!


4)- Mesmo andando com Jesus, muitas vezes “submergimos”

14.28 Respondendo-lhe Pedro, disse: Se és tu, Senhor, manda-me ir ter contigo, por sobre as águas.
14.29 E ele disse: Vem! E Pedro, descendo do barco, andou por sobre as águas e foi ter com Jesus.
14.30 Reparando, porém, na força do vento, teve medo; e, começando a submergir, gritou: Salva-me, Senhor!


Pedro mesmo sabendo que Jesus estava à sua frente, não deixou de se apavorar. Isto é uma recriminação? Creio que não, mas uma manifestação de libertação. Não precisamos ter vergonha de confessar nossas fraquezas.

Muitas vezes perecemos de medo, mas não precisamos fingir força ou bancar super heróis. Podemos dizer a Deus: ta doendo! Tenho medo! Sou fraco! Encontraremos o Senhor nas nossas fraquezas.

Muita gente não tem essa liberdade. Vivem fingindo ou bancando santarrões achando que sua espiritualidade é maior que a dos outros. Mas no fundo está imersa em frustração.


5)- Jesus estará sempre pronto em estender Sua mão a nós!
14.31 E, prontamente, Jesus, estendendo a mão, tomou-o e lhe disse: Homem de pequena fé, por que duvidaste?
14.32 Subindo ambos para o barco, cessou o vento.
14.33 E os que estavam no barco o adoraram, dizendo: Verdadeiramente és Filho de Deus!

Que somos de pequena fé Jesus sabe que todos somos. Quando vemos seu agir ficamos espantados. Nossa pequena fé ressalta o poder de Jesus.

A palavra afirma que Jesus nos socorre prontamente. Podemos experimentar isto? Pensemos em todas as vezes em que estivemos em apuros: Ele não estava ali?

O ultimo músculo que se desenvolve em nós é o da fé. Talvez porque não exercitamos como convém. Precisamos freqüentar a Academia espiritual para termos mais tranqüilidade no viver.


Desafio

Quaisquer que sejam as circunstâncias, Jesus está presente com Seu amor, compaixão e graça. Ele é prova, presença e provisão suficiente para nos sustentar durante nossa travessia.
O amor de Deus não evita que sejamos julgados, mas nos ajuda a enfrentar os julgamentos.
Shalom!

Nenhum comentário: