sexta-feira, 29 de dezembro de 2006

Meditações

Terminei de ler o livro “ A Janela mais ampla de Deus”, de Devern Fromke. Uma preciosidade de um Pastor americano com muita experiência. Esse livro tem me acompanhado por uns 6 meses, e tenho compartilhado de várias histórias dele com a Igreja. Destaco alguns itens que li ontem para sua meditação:

O caráter do serviço
Meu serviço a Deus não deve ser motivado pelas necessidades que percebo em outros, nem mesmo pelos desejos do meu próprio coração. . ao contrário: meu servir deve ser em resposta clara à direção do Espírito Santo. Serviço do nosso próprio jeito, ainda que para o Senhor, não é aceitável. Aquilo que faço para Ele deve ser , antes de tudo, a resposta ao Seu próprio mover em meu coração. Deus não está à procura de voluntários que trabalhem para Ele,, ainda que isso lhes satisfaça o coração. Ao contrário, Ele busca pessoas submissas para servir-lhe de maneira a satisfazer Sua vontade.

A Vontade de Deus para nós
Nunca devemos esquecer: Deus não espera que sempre compreendamos os Seus caminhos, mas deseja que saibamos que Ele é fiel e digno de confiança.

O Fruto do nosso trabalho
É sempre muito cedo para avaliar o impacto de qualquer vida e ministério...Ao refletir no passado, lembro-me dos cinco anos de ministério que minha querida esposa, Nita, teve na índia ates de nos casarmos. Recordo os profundos suspiros que ela dava ao orarmos por aqueles que ela havia alcançado durante aqueles anos na Índia. Ela pode ter deixado a Índia, mas nunca deixou o jovem criado, Chintanman, que confiou no Senhor, e com fidelidade a serviu, e outra mocinha de 17 anos, Sushila, a qual foi resgatada do pecado de um casamento arranjado. Há muitas outras pessoas que foram para um retiro de moças cujas vidas foram tocadas por sua própria vida. Quem sabe! Somente a eternidade poderá revelar o que Deus fez por meio de sua vida derramada para Ele!!

Um comentário:

cambara disse...

O autor é mesmo ótimo.