terça-feira, 18 de maio de 2010

Divida Paga

Logo que conhecemos o Senhor, obtemos o perdão dos pecados. Encontramos nEle o Deus da graça que apaga todas as nossas transgressões. Que alegre é este conhecimento!

E como que, divinamente expressa, está esta promessa: O Senhor promete que jamais Se lembrará do nossos pecados! Pode Deus esquecer-Se? Ele assim há dito, e Ele pensa bem no que diz. Considera-nos como se nunca tivéssemos pecado. A Grande Expiação apagou tão eficazmente todo o pecado, que este já não existe na memória de Deus. O crente foi tão aceito por Deus, como o foi Adão na sua inocência ou, mais ainda, porque ele está vestido da justiça divina, e a de Adão era somente humana.

O nosso grande Deus não Se lembrará dos nossos pecados para castigá-los, ou para nos amar um pedacinho menos daquilo que nos ama. Assim como a dívida paga deixa de ser dívida, da mesma maneira, o Senhor cancela por completo a iniquidade de seu povo.

Quando chorarmos os nossos pecados e as nossas omissões, como é nosso dever enquanto vivermos, alegremo-nos porque daqui em adiante elas jamais nos serão lançadas em rosto. Isto faz-nos odiar o pecado. O perdão gratuito de Deus torna-nos mais atentos para que nunca mais O entristeçamos com as nossas desobediências.

Nenhum comentário: