sexta-feira, 18 de março de 2016

A Fina Política dos Cidadãos do Reino


Não nos cansemos de fazer o bem. Pois, se não desanimarmos, chegará o tempo certo em que faremos a colheita. Gálatas 6.9

 Vivemos num tempo muito conturbado. Vivemos numa crise política e social que não se via há muito tempo. Muitos brasileiros estão descobrindo pela primeira vez o que é estar nas ruas exigindo postura dos governantes. Nesse mesmo ritmo, muitos não sabem bem como se comportar como cidadãos do céu enquanto ainda respiram o pó da terra. Nosso País está carecendo de sabedoria num tempo onde os ânimos estão exaltados.

Devemos saber que podemos sim participar do movimento segundo nossa consciência e sabedoria permite. Saber também que existem os fóruns apropriados para praticarmos a justiça fazendo cada um a nossa parte. Mas principalmente saber que política e futebol são assuntos que devemos tocar com o mesmo cuidado de um elefante se movimentando numa loja de cristais. Conciliar pontos de vista nesta área é tão possível como mudar o curso de um rio. Como cidadãos do céu, seu direito político neste mundo termina onde a santidade começa a enfraquecer.

Na igreja todo cuidado é pouco. O diabo gosta de pescar em águas agitadas. Você deve evitar ao máximo fazer parte contendas nesta época confusa. As amizades são mais importantes do que discussões tolas sobre assuntos onde não há consenso. A verdade de hoje não será a mesma de amanhã. Os personagens que você defende podem ter pés de barro, e o único legado que você poderá ter no futuro serão frutos do engano presente. Já vi amizades se esfacelarem por causa de políticos pés de barro.

O cristão autêntico é um embaixador dos Céus aqui. Sua linguagem deve refletir evidencias da vida de Cristo e o seu modo de agir precisa transparecer a postura coerente do próprio caráter de Cristo. Nossa vida como cristãos é uma vivência polida e amável com as outras pessoas sofridas deste mundo duro. Nossa postura ponderada diante dos outros amordaça a fúria e amolece a dureza do coração mais exaltado. Peca-se menos pelo excesso do que pela falta de polidez. Diz a Bíblia: A longanimidade persuade o príncipe, e a língua branda esmaga ossos. Provérbios 25.15

Ore pelo Brasil. Evite discussões tolas e contenciosas. Lembre-se de que somos peregrinos em terra estranha.

Pr. Fábio Alcântara

Nenhum comentário: